20.1.08

Comfort Food e uma sopa de coentros



English Version

O que é afinal o conceito de comfort food? É a comida que encerra recordações e memórias e nos transporta para os nossos territórios protegidos? É o prazer desmedido (seguido da culpa inevitável) que nos aquece a alma e aconchega o espírito? É uma sopa quente no inverno e um chá gelado no verão? As opiniões dividem-se. Certo certinho é que cada um tem a sua, única e intransmissível, a que despoleta as associações e escreve a história. A minha comfort food é sopa. Porque me traz de volta a casa, a minha infância e à cozinha da minha avó. As suas sopas (como toda a sua cozinha) eram despretensiosas, simples e saborosas. Demorei anos a perceber porque é que os outros miúdos não gostavam de sopa. Era assim uma espécie de confronto Gui / Mafaldinha. Para mim todas as sopas eram como as da minha avó e portanto delciosas. Escolhi a Sopa de Coentros para minha comfort food, porque representa tudo o que o conforto é. Para mim, claro!



Sopa de Coentros

6 Porções

4 batatas médias, sem pele e aos quartos
1 cebola grande
1 nabo médio
2 colheres sopa azeite
1 dente alho, picado
6 chávenas caldo de legumes ou água
1 colher chá sal ou a gosto
1 chávena de coentros, folhas e caules

Descasca-se as batatas, a cebola e o nabo. Numa panela grande, aloura-se o alho e a cebola picada grosseiramente no azeite até amolecer, cerca de 3-5 minutos. Acrescenta-se as batatas e o nabo aos quartos e mexe-se bem para não pegar. Junta-se o caldo e tempera-se de sal. Season to taste. Deixa-se cozer durante cerca de 20 minutes ou até estar tudo cozido. Adiciona-se os coentros e retira-se do lume. Bate-se em puré e rectifica-se o tempero se necessário.

A minha avó costumava servir com ovo cozido picado, o que eu fiz acrescentando ainda uma colherada de parmesão ralado. Uma opção alternativa para servir a sopa são coentros picados e chouriço. É a favorita de monsieur O Provador.

O Garden of Eating procurou com o 2008 Comfort Food Cook-off, perceber a que é que cada um chama comfort food. Se estiverem curiosos vão lá dar uma espreitadela. Todas as comfort foods podem ser encontradas aqui.

17 comentários:

  1. Amiga a tua avó era uma grande cozinheira, sopa é simplicidade!

    Este creme de coentros conforta corpo e alma, fico a imaginar o aroma.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Lindas fotos!
    Acho que Comfort food é isso mesmo: uma boa comidinha que nos faz recordar de bons momentos (não só da infância), com textura agradável e sabores amenos...
    bjo,
    Nina.

    ResponderEliminar
  3. Meu marido nao gosta de coentro, mas eu sim :)Vou fazer essa sopinha só para mim
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Suzana com certeza sopa é confort food , e esta sua parece divina! Parabéns!

    ResponderEliminar
  5. para mim o conceito de comfort food também é sopa, pois eu sou doida por sopas.. e como adoro o sabor dos coentros adorei esta tua sopinha para que aquecer a alma.

    ResponderEliminar
  6. Não há nada mais confort food do que um belo prato de sopa caseira.

    ResponderEliminar
  7. As tuas fotos estão lindas, até apetece meter a colherada na sopa.
    Adoro coentros!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. Suzana as fotos estão lindas, parabéns!
    Para mim confort food é qualquer comidinha quente, mas não haja dúvida que um prato de sopa é deveras reconfortante. Adorei a receita desta sopa!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Encontra dos teus gestos as palavras da tua vida...)

    ResponderEliminar
  10. Como diriam os brasileiros ...
    "Noooossssaaaaaaaaaaaaaaa", Suzana!!!
    ... esta sopinha quentinha... huhmm que reconfortante!!!
    P.S. - Este blog continua um luxo.
    Adorei aquela do "genezinho padeirinho" (risos), um dia podias contar essa longa história (como dizes) no teu blog. Adorava lê-la.
    Ah, já me esquecia...perguntavas pelo Nigel Slater?! A receita de grão que postei este fim de semana é dele - com umas variações aqui da rapariga (risos!).
    Beijinhos, Paulucha.
    http://www.allsogno.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Que sopinha deliciosa! Mais uma copiada para fazer um dia destes.
    E gostei muito das fotos!

    ResponderEliminar
  12. Eu sempre disse aos meus filhos que não comia sopa porque era contra a minha religião, a coisa foi assim até que um deles processou a frase e perguntou"... mamãe qual a sua religião? não é a mesma que a nossa?..." resultado desde então não tem remedio todos comem sopa. Adorei o seu post e a sua receita... parabens
    Márcia

    ResponderEliminar
  13. Olá Suzana,
    Adorei o teu blog, com tanta comidinha boa.
    bjs

    ResponderEliminar
  14. Não conhecia este conceito mas acho que tem tudo a ver comigo. Eu adoro um bom pitéu e então quando nos fazem recordar doces momentos...Adorei o seu blog. Vou cá passar muitas vezes. Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. puxa!agradeço muito a visita!!!!
    logo estarei de volta as experiencias culinárias!!!bjkas dani

    ResponderEliminar
  16. Para mim é aquela comida que aquece a alma, que você come num dia que precisa de acalento...

    ResponderEliminar
  17. gosto deveras de sopa. E morando na Inglaterra o tempo se faz como uma grande desculpa para preparar sopas mais vezes. ; o ) Amo coentro e nunca provei sopa com eles. esta receita esta anotada.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!