30.5.08

Opera Cake

Safron & Almond Opera Cake

É tempo de Daring Bakers outra vez! A Ópera é, como se sabe, uma combinação de música e arte dramática, pelo que qualquer ópera é cheia de emoções, conflitos pessoais e familiares, personagens polarizadas e, claro, drama. Montes de drama. Não existe Ópera sem drama, de maneira que quando vi que a receita de Maio era um Opera Cake - camadas, buttercream, mousse, glaze, xarope - pensei: isto vai ser dramático... Pois não foi. Foi uma maravilha e a receita merece ser partilhada. Escolhi filamentos de açafrão e amêndoa para o meu Opera Cake e fiz uma mousse de Lemon Curd. Acompanhei com as primeiras cerejas da época. :)

cake

A Taste of Light - Opera Cake
Adaptado de Paris Sweets, de Dorie Greenspan e
Chocolate Passion, de Tish Boyle e Timothy Moriarty


(Publico apenas ½ receita = 10 fatias // fiz 2 bolos quadrados)

Para o bolo
3 claras, à temperatura ambiente
1 colher sopa (15 grams) açucar
1 chávenas (115 grams) amêndoas raladas
1 chávena icing sugar, peneirado
3 ovos grandes
¼ chávena (35 grams) farinha
1 e ¼ colheres sopa (25 grams) manteiga sem sal, derretida e arrefecida

Aquece-se o forno a 220ºC. Forra-se 1 tabuleiro (de 31 x 39cm) com papel vegetal e pincela-se com manteiga derretida.

Batem-se as claras em castelo e adiciona-se o açucar, voltando a bater até estar um merengue bem firme. Reserva-se. Mistura-se a amêndoa, o icing sugar e os ovos, batendo em velocidade média até a mistura estar clarinha e dobrar de volume, cerca de 3 minutos. Junta-se a farinha e bate-se ligeiramente, apenas para misturar (não bater demasiado). Com uma espátula (ou uma colher de metal), envolve-se o merengue na massa e finalmente a manteiga derretida. Coloca-se a massa no tabuleiro e alisa-se com uma espátula.
Leva-se ao forno por 5 a 9 minutos, até estar dourado e cozido. Passa-se com uma faca pelos lados do tabuleiro e desenforma-se. Com cuidado, retira-se o papel vegetal e deixa-se arrefecer.

Para o xarope
¼ chávena (60 ml) água
2 colheres sopa (30 grams) açucar
¾ colher sopa de sabor à escolha (usei extracto de amêndoa)

Juntam-se todos os ingredients num tacho e leva-se ao lume até ferver. Reserva-se e deixa-se arrefecer.

Para o buttercream
½ chávena (50 grams) açucar
2 colheres sopa (30 ml) água
sementes de ½ vagem de baunilha (abrir ao meio e raspar as sementes) ou ½ colher sopa de extracto
1 ovo pequeno
1 gema ovo pequeno
100 grams manteiga sem sal, temperatura ambiente
sabor à escolha (usei ½ colher chá de filamentos de açafrão)

Combina-se o açucar, a água e a baunilha num tacho pequeno e leva-se a lume médio até o açucar se dissolver. Mantem-se no lume, sem mexer, até este xarope atingir os 107ºC no termómetro. quando atingir a temperatura, retira-se do lume.

Enquanto o xarope se faz, batem-se os ovos a velocidade alta até a mistura estar espumosa. Quando o xarope estiver pronto, reduz-se a velocidade e muito lentamente vai-se deitando o xarope no lado da tigela (com o cuidado de não deixar tocar as varas e salpicar). O xarope que ficar solidificado no lado da tigela não deve ser misturado no buttercream. Aumenta-se a velocidade para média/alta e bate-se até a mistura engrossar e arrefecer (cerca de 5 minutos).

Numa tigela, esmaga-se a manteiga com uma espátula. Continuando a bater o buttercream em velocidade média, adiciona-se aos poucos a manteiga, até estar totalmente incorporada. Nesta altura, aumenta-se a velocidade e bate-se até o buttercream estar consistente e brilhante. Junta-se o sabor escolhido e bate-se novamente. Leva-se ao frigorífico, mexendo de vez em quando, até estar firme para espalhar sobre as camadas de bolo (cerca de 20 minutos).

Para a mousse
I chávena Lemon Curd (publico a receita em breve)
100 ml natas frescas

Batem-se as natas com umas gotinhas de limão até estarem espessas. Envolve-se o Lemon Curd. Se não usar a mousse em seguida, levar ao frigorífico.

Para a glaze
100 grs chocolate branco, em pedaços
60 ml natas

Derrete-se o chocolate com as natas. Mexe-se até os ingredientes estarem totalmente combinados. Deixa-se arrefecer por 10 minutos e deita-se sobre o bolo finalizado e refrigerado. Com uma espátula de metal, espalhar a mistura igualmente no topo do bolo.
Levar o bolo ao frigorífico por 30 minutos.

Enquanto o bolo pode ser feito no dia anterior, o xarope mantido no frigorífico por uma semana e o buttercream mantido por 4 dias no frio, a glaze deve ser feita no dia de finalizar o bolo.

Finalizar o Opera Cake
(O bolo deve ser servido frio. Pode ser mantido finalizado no frio por 1 dia).

Divide-se o bolo em 3 rectângulos iguais. Sobre papel vegetal, coloca-se uma camada de bolo e humedece-se com ⅓ xarope. Espalha-se ⅓ do buttercream. Cobre-se com uma 2ª camada de bolo e repete-se o processo com esta e com a 3ª camada. Leva-se ao frigorífico por 30 minutos. Ao fim deste tempo, espalha-se a mousse e leva-se de novo ao frio por 2-3 horas. Finalmente, deita-se a glaze e refrigera-se mais uma vez.

Apara-se o bolo refrigerado com uma faca ligeiramente aquecida (opcional).

Safron & Almond Opera Cake

Esta receita dos Daring Bakers é dedicada à Barbara do blog WinosandFoodies e foi escolhida pelas fundadoras dos Daring Bakers Lisa da La Mia Cucina e Ivonne dos Cream Puffs in Venice ajudadas por Fran da Apples Peaches Pumpkin Pie e Shea do Whiskful. Para ver todos os opera cakes no Daring Bakers Blogroll!

16 comentários:

  1. Suzana o teu bolo está lindo, digno de figurar na montra de uma pastelaria fina e elegante. Deve ser um autêntico pecado.
    Mais uma maravilhosa contribuição para o Daring Bakers!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Isso é muito chique, ficou lindo... mas deve dar um trabalho.
    Tem que ser feito naquela data hiper mas hiper especial.
    Ao contrario, só para vender (e caro né) ehehehe
    Lindas fotos viu.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. FANTÁSTICO!!!

    Parabéns! Eu tinha certeza de que sua obra prima para este desafio das DB seria um luxo! Acertei!

    Fiquei aqui imaginando o sabor...

    Beijinhos!!

    ResponderEliminar
  4. só consigo ver a última foto mas o que vi agradou-me bastante
    uma verdadeira obra de arte.

    ResponderEliminar
  5. Lindo demais...posso dar uma passadinha na sua casa e comer uma fatia?
    Bjs.

    ResponderEliminar
  6. Tenho acompanhado algumas receitas para o DB e a sua ficou linda.
    parabens.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. A sua "interpretação" da Ópera teve um resultado fantástico.
    Vi algumas receitas das cozinhas que estão participando e é incrível o processo de criação sobre o mesmo tema.
    Parabéns, pelo resultado final...surpreendente.
    Bjs!

    ResponderEliminar
  8. Eu estava anciosamente à espera do teu opera cake. E mais uma vez conseguiste surpreender-me com os filamentos de açafrão, uau!

    Parabéns mulher tu és uma verdadeira artista equiparada na cozinha a uma soprano num palco de ópera.

    bj e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  9. Ficou show, linnnnnnnnndoooo é preciso muita paciência para a decoração, parabéns, ;)

    ResponderEliminar
  10. A verdadeira tradução da ópera pra culinária. Ah! E pra fotografia também !

    ResponderEliminar
  11. Suzana , que trabalheira. Mas pela foto vejo que o resultado valeu a pena, parece deliciosa , além de linda

    ResponderEliminar
  12. deve ser muito bom! mas deve dar uma trabalheira...quanto tempo levaste a fazê-lo?

    ResponderEliminar
  13. Se montar uma ópera não desse trabalho, muito trabalho, víamos mais do que as 2 ou 3 que passam pelo S. Carlos, por ano.

    Agora temos mais esta!

    LPontes

    ResponderEliminar
  14. Operático ou dramático, a verdade é que está um espectáculo digno de ser aplaudido de pé. Só não peço bis, pois quero que utilizes as tuas capacidades artísticas em novas e surpreendentes (sempre) produções gastronómicas.

    bjs

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!