6.7.11

Rumo a um restaurante em Roma

Via del Boschetto, Roma L'Asino d'oro, Roma

Chama-se L'Asino d'oro e é o restaurante do Chef Lucio Sforza. O nosso encontro podia bem nunca ter acontecido. Ao acaso, caminhamos pelas ruas do Monti (um dos rioni romanos) de volta para o hotel. Num dia de semana, a noite é animada. As ruas com muitas pessoas a caminhar, a beber um copo ou a jantar nas esplanadas mostram um lado da dolce vita que uma noite quente de Verão torna ainda mais dolce. Damos por nós a olhar para um restaurante com uma cabeça de burro desenhada sobre amarelo nos individuais colocados nas mesas. Talvez se o nome do Chef Lucio Sforza nos fosse familiar tivéssemos uma razão para parar. Não era e paramos na mesma. Há uma energia no lugar que nos faz decidir voltar no dia seguinte. É o que fazemos ao almoço, apenas para voltar no dia seguinte. E teríamos certamente voltado de novo (e de novo), não fosse dar-se o caso do nosso tempo em Roma ser muito curto.

L'Asino d'oro, Roma



O L’Asino d’Oro é um restaurante novo nesta localização mas com uma história longa. O original restaurante do Chef Lucio Sforza surgiu em Orvieto, Umbria e (descobrimos depois) a sua mudança para Roma e para a Via Boschetto deixou muitos romanos felizes. A cozinha do Chef Sforza caracteriza-se por um enorme cuidado com os ingredientes e uma vontade de procurar combinações (muitas vezes inusitadas) de sabores e texturas em pratos de pendor tradicional.

Um exemplo é o prato de pasta que escolhi: tonnarelli (uma versão mais grossa de spaghetti) com calamari e melanzane, que é como quem diz lulas com beringela. Perfeito par que eu dificilmente colocaria no mesmo prato. Ou polvo e couve-flor que faz parte de uma salada na carta (que se divide em Fuoripasti, Primi e Secondi). Muito boa a panzanella que comemos como entrada no primeiro dia, parte do menú de almoço (durante a semana) que oferece pão, 4 pratos, vinho e água por 12€. Tudo isto com um serviço cuidado e jazz a tocar em fundo (Brad Mehldau? pergunta a minha cara metade).

L'Asino d'oro, Roma

Importa ainda referir as sobremesas. No primeiro dia, Tiramisù di fragole (feito pela mão do Chefe). Com dois garfos que uma sobremesa partilhada é sempre mais doce. No segundo almoço, mousse de zuppa inglese que o senhor meu marido adorou. Uma e outra, versões renovadas de clássicos italianos. Sempre numa abordagem simples e sem muitos ingredientes. Sempre numa apresentação cuidada. Uma sofisticação "descansada".

Tiramisù di fragole - Chef Lucio Sforza

Come-se muito bem em Itália. Dito isto, há restaurantes para todos os gostos e todas as bolsas. Mais tradicionais, mais sofisticados. Caros ou acessíveis. Mais estrelados ou menos. Os meus apontamentos sobre restaurantes não são críticas, nem sequer recomendações. O que me toca num restaurante é um conjunto combinado de emoções, comida, pessoas e momentos que nunca poderão ser colocados em estrelas ou pontuações. Só escrevo sobre o que gosto e sobre lugares onde voltaria (e volto) sempre com um sorriso. O L'Asino d'oro é um desses sítios. Fomos muito, muito bem tratados. Grazie!



--

L'Asino d'oro
Via del Boschetto 73,
00184 Roma, Itália

4 comentários:

  1. engraçado que passei algumas horas esta noite a planear uma viagem a Roma. Tem mais algumas recomendações? hotel por exemplo? o restaurante deixou-me bem interessado..

    ResponderEliminar
  2. Suzana, a sobremesa parece deliciosa. Das fotos, foi a que mais me apeteceu.

    ResponderEliminar
  3. Querida, este restaurante parece ser muito interessante. Adoro estes achados que se tornam jóias. E este nome está anotado para uma visita futura a Roma. Já não vou há anos. Calamari e melanzane é algo que eu realmente nunca pensaria que fizessem bom par. Adoro estas descobertas.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!