22.10.12

Maçãs, figos e phisalis para uma tarte de Outono

Tarte de Outono

As minhas odes mais ou menos eufóricas ao Outono acontecem inevitavelmente a cada 12 meses e apresentam sintomas recorrentes de desejos de sopa, comida de tacho e de um bolo no forno. Acompanham as descidas da temperatura e a chegada das maçãs, abóboras e batata-doce às bancas do mercado. Dá-me para sonhar em tons de amarelo e castanho avermelhado e dar mais valor à réstia de sol perdida que marca o fim do dia.

Dou por mim a ferver água para o chá com mais frequência e a escolher receitas com as frutas da estação. As que enchem a fruteira e alegram a cozinha: maçãs, os últimos figos e uma mão cheia de phisalis para uma tarte de Outono.

Tarte de Outono (maçãs, figos e phisalis)

A propósito de um aniversário - duplo, que por cá não fazemos por menos - combinamos um encontro de família. À volta da mesa, evidentemente. Decido fazer uma tarte com frutas. Há uma chuva miudinha a bater nas janelas enquanto vou descascando a maçã. Na bancada, ao meu lado, fumega uma chávena de chá. Se algumas dúvidas subsistiam, hei-las que se desvanecem. Tenho a certeza que chegou mais um Outono.

Esta tarde fez-se sobremesa do nosso almoço de Domingo em que erguemos os copos e celebrámos outro ano de vida de mais dois membros da família.

Tarte de Outono (maçãs, figos e phisalis)



Tarte de maçã, figo e phisalis

serve 6-8

1 placa massa folhada 250 g (preferencialmente biológica e feita com manteiga)
1 maçã reineta grande, fatiada
6 figos, cortados ao meio
12 phisalis, sem o "casulo"
1 ovo
50g avelãs, tostadas e raladas
50g farinha de espelta integral
50g açúcar amarelo
50g manteiga à temperatura ambiente
2 colheres (sopa) açúcar demerara
canela moída
1 colher (sopa) geleia de maçã (opcional, aquecida para pincelar

Pré-aqueça o forno a 200ºC. Bata a manteiga com o açúcar amarelo até obter uma mistura homogénea. Junte o ovo e bata novamente. Envolva as avelãs raladas e a farinha.

Numa superfície enfarinhada, estique a massa até obter um rectângulo de cerca de 35x25 cm. Forre uma forma rectangular com a massa e pique com um garfo. Usando uma faca afiada, faça um meio-corte a 1 cm do rebordo da massa (a toda a volta). Espalhe a mistura de avelãs. Disponha as fatias de maçã, os figos cortados ao meio (parte cortada para cima) e as phisalis sobre esta mistura. Polvilhe com o açúcar demerara e a canela. Leve ao forno por 20-25 minutos ou até a massa estar dourada.

Se utilizar a geleia, pincele-a sobre a tarte para que esta fique brilhante antes de servir.

Sirva com iogurte grego.

16 comentários:

  1. Demoro algum tempo a despedir-me do Verão e a aceitar com alegria o Outono. Mas depois chegam as coisas boas deste período e reconcilio-me. O ritual do chá, uma tarte feita com a chuva a bater na vidraça, as frutas perfumadas desta época...
    Está bonita a tua tarte. Absolutamente inspirador o texto.
    Boa semana!
    Guida

    ResponderEliminar
  2. apesar de não apreciar figos esta tarte parece-me muito bem!
    Beijinhos e boa semana.

    ResponderEliminar
  3. Que bela tarte!Combinação deliciosa de frutos deliciosos...
    Bjokas
    Rita

    ResponderEliminar
  4. Excelente aspecto!
    cheira mesmo a outuno a tua tarte ;)
    Beijinho
    http://1000sabores1000maneiras.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Por cá já não há figos nem physalis. Restam as maçãs e as ultimas vieram directamente de Armamar: um luxo! Sendo o Outono a minha estação favorita, já no fim do Verão eu reclamava um pouco de frio... O forno ligou-se antes do tempo, como que para sugestionar o S. Pedro. Este fim de semana o forno brindou-nos com um bolo de frutos secos, que normalmente só comemos no Natal. Mas a verdade é que se nos apetece, porquê esperar???

    ResponderEliminar
  6. Susana,

    Adorei lê-la !
    Um texto muito inspirador que traz o Outono à linha da frente com essa tarte que ficou fabulosa ! Eu diria até requintada com ingredientes que eu adoro !

    Também gosto do Outono, aliás para mim todas as estações do ano têm o seu encanto ! :-)

    ResponderEliminar
  7. e que bela forma de festejar um aniversário duplo e este Outono que agora começa mas já se faz sentir tão bem :) comida de conforto, um chá e boa companhia, é simplesmente perfeito

    ResponderEliminar
  8. Esta é, realmente, uma sobremesa com ar de outono. Ele é a cor, as frutas que a cobrem, o aroma que até consigo sentir... Simplesmente fabulosa e reconfortante! Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. Uma ode perfeita ao Outono :)
    Aos belos e ricos sabores da estação.
    Ao aconchego e forno ligado! Adorei a tarte.
    E o texto, sempre inspirador.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  10. Parece-me optima a tua tarte, e o outono pra mim é mesmo isso de descreveste mas pra além de pensar como tu por vezes sonho em pleno Inverno com coisas geladas, sumos frescos, granizados, gelados... Isto de sonhar com comida é de doidos :)

    ResponderEliminar
  11. Ola Suzana,
    Esta tarte esta mesmo tentadora. Tenho feito algumas receitas daqui e todas com sucesso. A ultima foi a tarte rustica de ameixa que eu substitui por abrunhos. Ficou excelente, ja fiz mais duas vezes e publiquei, tambem ( com os devidos creditos, evidentemente). Foi um sucesso. Obrigada por estas tao deliciosas partilhas.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  12. Avelãs raladas, physalis, figos. Seleção espetacular.parabens atrasados aos aniversariantes.

    ResponderEliminar
  13. As fotografias deste blog são lindas...absolutamente inspiradoras! Parabéns!

    Beijinhos,
    http://madamexicaras.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!