29.10.13

Rolinhos de queijo com compota de cebola roxa e alecrim

Rolinhos de compota de cebola roxa, alecrim e queijo

No casamento entre vinho e queijo há um permanente jogo de afastamento e aproximação. Quando a ideia é juntar aos dois mais alguns sabores a coisa complica-se. Fui dizendo de outras vezes como acho fascinante a arte de combinar vinhos e comidas. A primeira regra (e a única verdadeiramente essencial) é o bom senso. A segunda, quase tão importante como a primeira é provar. Depois é só decidir, esperar que resulte e que todos gostem. De um modo geral, nunca há unanimidade. O que nos leva alegremente à regra número três: discutir as opções e trocar impressões. Que isto de comer e beber é um assunto sério.

Entre a vontade de sabores fortes e a necessidade de uns aperitivos que acompanhem um Quinta da Aveleda Alvarinho-Loureiro 2012 fica a combinação de cebola roxa e alecrim em massa crocante. Quase perfeitos para um dia de sol tímido de Outono com a família a comemorar dois aniversários e muitos anos de vida.

mal-me-quer, muito, pouco e nada Rolinhos de compota de cebola roxa, alecrim e queijo

Vou até ao Minho num copo de vinho. É assim de cada vez que provo um Alvarinho, seja verde ou não. Do desejo antigo de visitar a bonita Quinta da Aveleda em Penafiel fico-me, desta vez, pela viagem no copo e à descoberta do queijo amanteigado produzido pela Aveleda e que, confesso, ainda não conhecia.

Preparar aperitivos ou canapés para servir com um vinho não tem de ser complicado. A sugestão de hoje é de uns rolinhos de massa filo com queijo, cebola roxa e alecrim. Fáceis de fazer, deliciosos e sempre recebidos com sorrisos gulosos.

Rolinhos de compota de cebola roxa, alecrim e queijo



Rolinhos de queijo com compota de cebola roxa e alecrim

faz 12 rolinhos

2 folhas de massa filo
azeite para pincelar
2 fatias de queijo amanteigado Aveleda, cortado em cubinhos
compota de cebola roxa (ver receita em baixo)
cebolinho picado, para servir

para a compota de cebola roxa e alecrim*

1 Kg cebolas roxas, cortadas ao meio e em rodelas finas
50 g açúcar amarelo
3 colheres (sopa) mel
90 ml azeite

2 folhas de louro
100 ml vinho tinto
75 ml vinagre de vinho tinto

2 colheres (chá) sal
1 ramo de alecrim (cerca de 5 cm)

Aqueça o azeite num tacho largo e junte as cebolas. Acrescente o louro, o alecrim e o sal. Mexa e tape. Deixe cozinhar por 10-15 minutos. Acrescente o vinho, o vinagre, o açúcar e o mel e ferva, destapado, mexendo ocasionalmente, por mais 15-20 minutos. Retire o pau do alecrim (as folhas ficam na compota) e rectifique o sal se necessário. A compota está pronta quando ao mexer esta se deslocar no fundo do tacho como se fosse um bloco único. Deite de imediato num frasco esterilizado, tape e deixe (com o frasco invertido) arrefecer completamente. Mantenha no frigorífico.

Para fazer os rolinhos, corte cada folha de massa filo em 3 tiras ao comprido e cada uma dessas tiras ao meio. Deve obter 12 rectângulos. Guarde-os dentro de um pano húmido. Pré-aqueça o forno a 200ºC.

Disponha cerca de 2 colheres de chá de compota num dos lados mais estreitos do rectângulo, deixando cerca de 1/2 cm. Junte cubinhos do queijo por cima da compota. Dobre as laterais sobre a compota e a todo o comprimento. Enrole formando rolinhos e pincelando à medida que enrola. Coloque num prato de forno. Repita a operação para os 12 rolinhos. Leve ao forno 8-10 minutos até ficarem dourados.

Sirva polvilhados com cebolinho picado e um Alvarinho-Loureiro Aveleda.

* A compota que sobrar pode ser utilizada em sandes ou como acompanhamento de carnes assadas.

--
veja também:
Flores de caranguejo e lima
Vol-au-vent de alheira, amêndoa e cebolinho

5 comentários:

  1. Hum...que ótima combinação de ingredientes! Adorei...

    ResponderEliminar
  2. Ficaram perfeitos!
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/10/dia-um-na-cozinha-e-escolha-do.html

    ResponderEliminar
  3. Comer e beber é um assunto bem sério mas divertido :)
    Também não conhecia o queijo... A quinta da Aveleda deve ser linda e já estive para lá ir várias vezes, a convite de uma amiga que lá trabalha. Acaba sempre por aparecer algo que me impede. Quem sabe, quando o tempo voltar a melhorar, se me decido a finalmente cumprir a visita já muito anunciada!

    ResponderEliminar
  4. Que rolinhos tão apetitosos, Suzana. Têm tudo o que eu gosto :)
    E eu que vivo perto e que apesar de já ter ido à entrada da quinta (onde fica a loja), nunca visitei os seus famosos jardins? Mas agora que também participei neste desafio, fiquei ainda com mais vontade.
    Beijinho
    PS: obrigada pela resposta à minha dúvida no post do Baba au rhum :)

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!