6.3.14

Cheesecake de abacate com frutos silvestres

Cheesecake de abacate

O que escolhemos comer é fruto do nosso percurso pessoal, das influências culturais e do acesso, mais ou menos facilitado, que temos aos ingredientes, às técnicas e à comida em geral. Do meu mundo, dos meus gostos e do alcance da minha mão, o abacate pouco fez parte. Há uns anos tornei-me fã do sabor e da textura, o que não acontece com o resto da família. Sobrolho torcido, argumentos de "sabe a relva" e outros mimos acompanham qualquer tentativa de introduzir o abacate na nossa alimentação.

O que fazer quando uma caixa de abacates nos chega à cozinha? Foi a pergunta que fiz em jeito de pedido de socorro.

Respostas mil, tantas sugestões e tão inspiradoras que temi que os muitos abacates na caixa não fossem suficientes. Metodicamente, tenho experimentado variantes de batidos, dips, mousses e bolos. Para desespero de quem continua a não ser fã dos verdinhos e, volta e meia, se encontra com eles à mesa.

abacates Bolachas de frutos silvestres

Um dos primeiros usos que dei aos abacates foi este cheesecake. Especial por não ir ao forno e combinar de forma mais equilibrada queijo, natas e leite. Não deixa de ser uma sobremesa de celebrações, a que o contraste com o vermelho do molho dá um ar inequívoco de festa. Cá em casa é carinhosamente chamado cheesecake Hannibal, num imaginário partilhado mais... "alternativo".

Ainda sem ter conseguido converter os descrentes e calar os críticos, este é um cheesecake de abacate que não recebeu pontos negativos. São servidos?

Cheesecake de abacate Cheesecake de abacate



Cheesecake de abacate com frutos silvestres

serve 8-10

15 g avelãs, torradas e sem pele
8 bolachas (cerca de 100 g), usei bolachas Belvita de frutos silvestres
65 g manteiga sem sal, derretida

2 abacates
200 g queijo Philadelphia
100 g açúcar
1 vagem de baunilha, cortada ao meio e as sementes raspadas
3 folhas de gelatina (cerca de 7 g)
1 limão, casca e sumo
200 ml nata ligeira
175 ml leite

para o molho:
200 g framboesas e amoras
1 colher (sopa) sumo de limão
75 g açúcar
1 vagem de baunilha (use a do cheesecake já sem as sementes)
75 ml água
framboesas frescas, para servir (opcional)

Prepare uma forma de fundo amovível com 20-22 cm e forre com papel vegetal. Reduza as bolachas e as avelãs a pó numa picadora. Misture com a manteiga derretida numa tigela. Com as costas de uma colher espalhe esta mistura no fundo da forma, compactando-a para formar a base. Leve ao frigorífico, no minímo 30 minutos.

Hidrate as folhas de gelatina em água fria. Aqueça o leite, as natas, o açúcar e a raspa do limão até quase ferver. Desligue e deixe arrefecer ligeiramente. Junte as folhas de gelatina, espremidas, e mexa até estas se dissolverem completamente. Retire o caroço e a pele dos abacates. Coloque-os na picadora (não é necessário lavar depois de picar as bolachas e as avelãs), regue com o sumo do limão e junte o queijo Philadelphia e as sementes de baunilha. Reduza a puré. Adicione a mistura de gelatina quase fria e misture até obter uma massa homogénea. Neste ponto, a massa é bastante líquida. Se a forma não veda bem, forre-a por fora com película aderente e verta a mistura sobre a base. Leve ao frigorífico pelo menos 6 horas (ou de um dia para o outro).

Para o molho de frutos silvestres, coloque todos os ingredientes numa caçarola e deixe ferver 3-4 minutos, até os frutos estarem cozinhados e o líquido reduzido para metade. Deixe arrefecer completamente antes de servir.

Retire o cheesecake do frio. Liberte o aro da forma já no prato de servir. Decore com parte ou a totalidade do molho de framboesas. Corte em fatias e sirva com framboesas frescas, se usar.

13 comentários:

  1. LOL, realmente não podia concordar mais com o nome carinhoso de Hannibal Cheesecake :D
    Cá em casa o abacate foi entrando de mansinho, faz alguns anos, sob a forma de guacamole. E o seu uso estendeu-se a muita coisa (a maioria da qual fica só para mim). Neste momento tenho 3 abacates na fruteira, tenho as bolachas belvita de frutos silvestres e os restantes ingredientes em casa. Acho que a sobremesa do fim de semana está escolhida. Ainda por cima calha bem pois é o meu aniversário :)

    ResponderEliminar
  2. Ena que forma original e inusitada de usar o abacate. Julgo que é regra geral numa casa só a mulher apreciar e os restantes elementos torcerem o nariz.
    Seja como for, vale a pena apostar em receitas como esta com a esperança que comecem a apreciar :)

    ResponderEliminar
  3. Um cheesecake alternativo bem sugestivo, pelo menos para mim que adoro novidades! Tenho só um abacate em casa, pode ser que ainda dê tempo para comprar mais um para fazer este fim de semana :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Adoro esta sobremesa, e com o toque do abacate, melhor ainda!
    _____________________
    aculpaedasbolachas.com

    ResponderEliminar
  5. Olá Suzana,
    Nem com esta sugestão convences os "torcedores de narizes"? É pouco provável que não se rendam.
    Eu tenho sido pouco imaginativa com este fruto, que por sinal já consta do quintal materno:
    http://panelasemdepressao.wordpress.com/2014/01/13/quase-guacamole/
    Mas sim, sou absolutamente fã. Para o resto da vida ;)
    Um beijinho e bons cozinhados,
    Guida

    ResponderEliminar
  6. A experimentar, de certeza :) O abacate é tão versátil. No outro dia juntei a um pesto comum um abacate que estava em fase quase terminal e foi muito bem recebido.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Uma aposta fabulosa e com um aspecto que é divino e me deixou curiosa!
    Beijinhos,
    Lia.

    ResponderEliminar
  8. A cremosidade do abacate deve ter dado um toque bem especial a esse cheesecake.Fantástico!!
    Bjoak
    Rita

    ResponderEliminar
  9. Eu adoro abacate, mas curiosamente só comecei a comer mais há coisa de dois anos. E adoro o nome deste cheesecake Hannibal :)
    Eu provava sem medo.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  10. Não sou fã do sabor e da textura do abacate, não sei bem porquê, dou-me bem com tudo que é verde mas o abacate... ainda não me conquistou. Disfarçado num cheesecake, aposto que ia bem :)

    ResponderEliminar
  11. Uau, deveras diferente e adorei a apresentação.
    Que bonita.
    Bjhs

    ResponderEliminar
  12. Adorei a tua receita, aquela primeira foto super dramática está mesmo bonita!

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!