1.10.14

Borrego com tâmaras e especiarias marroquinas

tomate

Há despedidas que são apenas um até logo. Encerram promessas de rápido retorno e a expectativa do eterno reencontro. Dessas despedidas faz-se a história das estações do ano, dos legumes e das frutas que chegam e partem, dos hábitos alimentares ditados pela altura do ano. É simplesmente a forma que o mundo tem de se reinventar a cada ciclo. Das despedidas que levam um bocadinho de nós e são para sempre, dessas não falo hoje. Para elas não tenho receita, mézinha ou panaceia. Ao contrário das outras.

Para um adeus sorridente ao tomate, um breve até para o ano e a vontade de comemorar. Puxo de um tacho vermelho, o tal que traz promessas de boa sorte e cheira a festa, e começo a juntar ingredientes. Mentalmente escrevo notas que ninguém lê e vou reunindo lembranças para partilhar com os seres que fazem a minha vida mais bonita. É assim a história desta receita, que sirvo com carinho a amigos muito queridos.

sol, campo e história borrego à marroquina

Os últimos tomates frescos, amadurecidos ao sol, de carne generosa e sabor completo fazem o melhor molho ou base de um estufado com aromas marroquinos. As especiarias enchem a cozinha assim que chegam ao fundo quente do meu tacho preferido. Com a carne predilecta de muitos e os sabores fortes do Magrebe em jeito de inspiração, esta é uma espécie de tagine que faz as delícias de todos. A forma perfeita de celebrar a partida da estação, num brinde de chá de menta fresca e limão.

Adeus Verão! (e volta sempre)

tomate e chá de menta



Borrego com tâmaras e especiarias marroquinas

serve 4-6

2 colheres (sopa) azeite
2 cebolas, picadas
1 kg mão de borrego, cortada em pedaços grandes (com osso)
2 colheres (chá) cominhos moídos
1 colher (chá) coentros moídos
1 colher (chá) pimentão doce
1 colher (chá) Ras El Hanout
1 pau de canela
2 tomates grandes, picados (ou 400 g tomate em lata)
2-3 cenouras, em cubos grossos
150 g tâmaras
sal e pimenta preta moída na altura
coentros picados, para servir

Aqueça o azeite num tacho de fundo grosso com tamanho suficiente para a carne ficar numa única camada. Adicione a carne e vá virando por forma a corar ligeiramente em todos os lados. Junte as cebolas e as especiarias e deixe cozinhar 1-2 minutos. Tempere com sal e pimenta moída na altura. Acrescente o tomate picado e junte água até cobrir a carne. Quando ferver, baixe o lume e cozinhe cerca de 1 hora ou até o borrego estar tenro. Por esta altura, deite as cenouras e tâmaras e rectifique o tempero. Cozinhe cerca de 10-15 minutos ou até a cenoura cozer. Para servir, polvilhe com coentros picados.

Sirva com cuscuz de legumes assados e gomos de limão.

7 comentários:

  1. Já te disse que adoro a forma como escreves? É lindo!

    ResponderEliminar
  2. Ler-te a falar de tomate e amigos à mesa é poesia!
    Gosto tanto. :)
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  3. Lindo, tudo tão perfeito. Texto, imagens... Não fosse eu uma amante de comida Marroquina e tudo o que faz voltar a esse país! Adorei, parabéns!

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!