24.6.16

{Os pratos preferidos do chef} Um almoço no restaurante Claro

Restaurante Claro

Abre-se uma paisagem de rio emoldurado pela luz radiosa de uma manhã de sábado assim que nos fazemos à estrada. Na Marginal antecipamos a chegada ao Hotel Solar Palmeiras e ao restaurante Claro, a apenas 10 minutos de Lisboa. A cozinha do Claro caracteriza-se pela simplicidade de sabores que nos chegam ao prato de mansinho e nos surpreendem a cada garfada. É assim a abordagem do chef Vítor Claro que na nova carta se assume ainda mais depurada e certa num registo onde a exuberância é deixada ao sabor do comensal, às memórias cruzadas e às referências nacionais e internacionais que se encontram em perfeita harmonia.

De volta a um restaurante conhecido e apreciado, encontramos a sala renovada e ainda mais luminosa, aberta sobre o infinito espelho de água ali ao cruzar da avenida, com as novas mesas e cadeiras a convidarem à permanência mesmo após o final da refeição. Talvez seja o ambiente sereno e o sorriso sempre presente do chef que contribui para que o tempo passe e não se dê por ele. Para abrir, Bacalhau à Conde da Guarda. Este é um dos pratos icónicos do Claro, exemplo último da singeleza da cozinha que aqui se pratica e da complexidade de sabores que se desenrola assim começamos a prová-lo.

Restaurante Claro Restaurante Claro

Para além da cozinha cuidada, o Claro assume uma vertente vínica muito presente em virtude da confessa paixão do chef pelos domínios do vinho que o levaram a lançar-se na produção. O seu Dominó é feito no Alentejo, com uvas provenientes de vinhas em Portalegre, mas o perfil destes vinhos afasta-se das características típicas da região. Tal como no prato, encontramos no copo a mesma aparente ingenuidade, num jogo de surpresa que há-de ser o mote do menu de hoje onde pontuam os pratos preferidos do chef.

Restaurante Claro



Das escolhas feitas com o coração, a entrada seguinte vem em forma de charada: parece-se com um nigiri no centro de um caldo e os seus aromas remetem para uma salada. Salmão fumado caseiro, sumo de salada Waldorf é um prato fresco e muito equilibrado com cores vibrantes (a que a fotografia não faz justiça).

Restaurante Claro Restaurante Claro Restaurante Claro

Em seguida, um dos meus favoritos do almoço: o Ravioli de gamba e cogumelos "Santi Santamaria" é um prato cheio de nuances, onde cada ingrediente se liga com o outro de forma perfeita, para concretizar a homenagem de Vítor Claro ao chef cuja influência continua a marcar a sua cozinha. Aliás, as referências de diferentes proveniências quase nunca ligadas de forma óbvia encontram-se de novo no Caldo oriental de choco da costa, que fica entre uma sopa e a memória presente do muito português choco com tinta.

Restaurante Claro Restaurante Claro Restaurante Claro

Com a conversa a fluir, mais um desafio que chega: a Azevia à delícia - alcaparras, banana e limão evoca um prato da cozinha francesa dos anos 20/30 do século passado que se tornou muito conhecido na linha com a versão original a fazer uso do linguado. Da combinação algo inusitada de peixe e banana, servida sobre um puré de tupinambo, fica a boa convivência de todos ingredientes, com as alcaparras a assumirem talvez demasiada importância no prato. Já com Vítor Claro sentado à mesa com um copo do seu novo tinto Foxtrot 2014 Dominó entramos numa nova fase do almoço, com a Bochecha de novilho "General Wellington" a arrancar sorrisos. É um bom exemplo da descrição que o chef faz da sua abordagem de "cozinha de inspiração portuguesa e sedimentação internacional".

Ainda a pensar no último prato, eis que chega a pré-sobremesa. Fresca e leve, a Espuma de iogurte com granita de manjericão funciona à vez como limpa-palato e preparação para o que aí vem. A sobremesa é intensa e vibrante, numa fina capa de amêndoa que esconde a encharcada de ovos e canela, tudo rodeado por caramelo. O Queijinho de amêndoa, ovos e caramelo é servido na medida certa, acompanhado por um fantástico vinho madeira, Barbeitos 10 anos. Em jeito de balanço, é de salientar o serviço de vinhos do Claro e a natural tendência para procurar harmonizações entre o prato e o copo que fazem do restaurante um lugar privilegiado para uma refeição especial.

Restaurante Claro Restaurante Claro

Hotel Solar Palmeiras
Avenida Marginal - Paço de Arcos


Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!