13.12.16

Workshop de Natal Bimby e um Abade de Priscos

Workshop de Natal Bimby

A minha história com a Bimby é um eterno retorno ao Natal. Presente grande que me chegou no ano passado e que tem feito da minha cozinha um lugar ainda mais feliz. Das aprendizagens, teimosias (minhas) e especificidades (dela) lá nos vamos entendendo, cada dia melhor. Por isso aceitei de pronto quando me desafiaram para um workshop Cook it. Vamos cozinhar o Natal? Vamos, que toda a ajuda é necessária quando a casa se enche para a consoada.

À chegada a simpatia do chef António Ferrador e de todos, uma bebida e aperitivos e a explicação de como funciona o workshop. Começamos por fazer em conjunto Bolinhos vermelhos e Trufas de chocolate e piri-piri que hão-de ser prendas para um Natal feito em casa. Depois, agrupados em equipas de três chegamo-nos a uma das ilhas. Porque a sorte se procura, calha-nos a sobremesa mais gulosa da noite. Mãos à obra, há um Pudim Abade de priscos com coulis de framboesa e crocante de amêndoa para preparar.

Workshop de Natal Bimby Workshop de Natal Bimby

Entretanto nas outras ilhas cozinha-se uma ceia inteira. Deito o olho aos vizinhos do lado enquanto separo gemas e claras. Devo ter-me distraído com a visão dos palmiers porque os meus companheiros de aventura fazem a maior parte do trabalho. A entrada é Creme de mandioca com camarão e roquefort acompanhado com palmiers de tapenade e deve ser tão deliciosa como bonita. Volto à receita que o tempo não pára e se a Bimby faz a sua magia com açúcar e toucinho, limão e vinho do Porto, é altura de cobrir as formas com caramelo.

Mais ali ao lado toma forma a receita central da refeição, um Bacalhau “com todos” embrulhado para festa com todos os sabores tradicionais e uma nova roupagem. Já na ilha central é dada primazia a uma opção vegetariana, um Estufado de cogumelos e batata-doce com couve salteada com broa e groselhas que me deixa cheia de vontade de provar. E porque não há Natal sem Bolo-rei, começam a chegar os aromas vindos do forno. Às coroas com cores de festa só falta o açúcar e a mesa começa a ficar composta.

Workshop de Natal Bimby



Workshop de Natal Bimby Workshop de Natal Bimby Workshop de Natal Bimby

Pudins cozidos com mais ou menos peripécias, fazemos agora os crocantes de amêndoa. Com a técnica das tuiles apurada, lá vamos dando forma às delicadas bolachas saídas do forno. Só falta o coulis de framboesa que na Bimby demora literalmente segundos. Já o empratamento é trabalho para um batalhão. Com a preciosa ajuda do chef António Ferrador parecemos (quase) profissionais. No final estamos orgulhosos do resultado e cheios de fome. Tudo para a mesa. Vamos celebrar o Natal!

A minha experiência no workshop foi divertida e permitiu-me aprender um pouco mais sobre a Bimby. Podendo ser frequentados por todos, os workshops são provavelmente mais adequados para quem usa a Bimby e tem algumas noções do seu funcionamento. Para todos é certamente uma forma de passar um serão agradável e experimentar novos sabores. As receitas são fornecidas no final e o jantar é um lugar de partilha onde se discute os pratos preferidos e os ingredientes novos e neste caso deixou muita vontade de fazer de novo este Pudim Abade de Priscos.

Workshop de Natal Bimby

1 comentário:

  1. Fico sempre deliciada com as tuas fotos e com a tua forma de apresentares as coisas... nota-se em cada palavra qual foi a tua perceção, a tua sensibilidade. Foi um fim de tarde tão bom, querida! E os nossos abadezinhos estavam, além de lindinhos, deliciosos!

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!