4.5.18

No Refeitório do Senhor Abel há pizzas para todos

Refeitório do Senhor Abel

Não fosse o Norte continuar no mesmo sítio e quase parecia não estarmos em Lisboa. Marvila tem o encanto de um bairro onde o ontem, o hoje e o amanhã se encontram em amena convivência. A pulular em acção, a cena gastronómica tem terreno fértil para se desenvolver a grande velocidade por entre a herança dos edifícios e a vontade de fazer bem de gente criativa. No Refeitório do Senhor Abel há livros em estantes, poesia nas paredes e um forno que promete as melhores pizzas. A casa onde funcionaram os antigos armazéns Abel Pereira da Fonseca é agora lar de sabores italianos, cocktails originais e energias literárias sob o olhar atento de um dos maiores poetas portugueses.

Ali ao lado, com uma ligação que dá passagem directa do restaurante, fica o Heterónimo Baar. Homenagem às múltiplas personagens que fazem de Fernando Pessoa o poeta de todas as palavras, neste baar encontra-se um "a" extra para abarcar os heterónimos Bernardo Soares, Álvaro de Campos, Alberto Caeiro e Ricardo Reis. Aqui são os cocktails quem mais manda e não há melhor sítio para começar a pensar no jantar, à boleia de um intemporal Negroni.

Refeitório do Senhor Abel
Refeitório do Senhor Abel



Neste italiano peculiar, pisca-se o olho aos bons produtos, da mozzarella fresca aos crus de carne e peixe. Delicioso o carpaccio de boi, menos surpreendente o de atum e muito interessante o de peixe-espada! Servidos com rúcula e pão torrado, são uma boa opção para entradas partilhadas numa mesa longa ou como refeição.

A estrela da casa é a pizza. Com uma massa com fermentação de 36 a 48 horas, é ainda possível escolher diferentes bases feitas a partir de 7 cereais, carvão vegetal ou com curcuma, para além da opção de pizzas sem glúten (que deve ser reservadas previamente). A aposta na qualidade dos processos de fermentação e a diversidade de sabor e cor na massa traz entusiasmo à escolha. Das três possibilidades provadas, fica o aroma da base de curcuma (com açafrão das Índias) e a fantástica coloração do carvão vegetal, com o preto dramático a deixar todos muito curiosos.

Refeitório do Senhor Abel
Refeitório do Senhor Abel
Refeitório do Senhor Abel
Refeitório do Senhor Abel
Refeitório do Senhor Abel

Entre a Rústica, com molho de tomate, mozzarella, presunto de Parma, tomate-cereja e parmesão, e a Príncipe, com molho de tomate, mozzarella, azeitonas, anchovas e cebola, desenha-se uma carta onde cada um encontra a combinação que mais gosta ou que, no dia em questão, mais lhe apetece. Nesta visita, talvez o meu coração tenha pendido para as pizzas brancas (sem molho de tomate), com a pizza Porcini e Tartufo (mozzarella, cogumelos porcini e azeite de trufas pretas) e a Elia (mozzarella, mascarpone, camarão e alho) a serem as preferidas.

Na hora da sobremesa falta a coragem e finalizamos numa nota doce com um shot onde se juntam os sabores italianos!

Refeitório do Senhor Abel

--
Refeitório do Senhor Abel
Praça David Leandro da Silva, 4-6
Marvila, Lisboa

1 comentário:

  1. Que belo aspeto tem essas pizzas.

    Beijinhos,
    Clarinha
    https://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2018/05/leite-creme-de-morango.html

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!