29.7.10

Tarte folhada de tomate, beringela e chèvre para um almoço de praia

caminho da praia // beach path

Se os pontos cardeais fossem mais do que meras convenções e cada ser humano viesse de série com uma bússola integrada, a minha indicaria sempre o sul - o que pode explicar eu andar sempre perdida. Sigo a direcção das planícies, as vinhas e as oliveiras e a imensidão a perder de vista. Não temo a serra mas não a procuro. A linha de um horizonte longínquo é mais um conforto que uma opressão e a promessa de dias felizes está inscrita em cada marco da estrada. É manhã cedo e parece tudo no seu devido lugar. Há na infinidade do campo uma calma sem fim. Ninguém à minha volta parece notar: o gato está descansadamente de olho em mim, a minha cara metade conduz concentrado e o vaso de manjericão repousa direito entre os meus pés. Vamos todos para um sítio (mais) a sul onde a paisagem muda e as flores surgem espalhadas pelos recantos. Aqui há árvores frondosas e uma brisa fresca e ao longe o mar bate.

nós, o gato e o manjericão
reservado

A viagem é feita ao sabor da corrente. Nós, o gato e o vaso de manjericão chegamos a bom porto. Entre cigarras, pardais e jacarandás, pessegueiros e roseirais ainda com flor voltamos a pôr a mesa no terraço. Passou um ano desde que cá estivemos. Parece tudo igual. Até os pássaros. Penduramos fatos de banho e enchemos travessas de tomate e pimentos. Aguardamos que os figos encham as bancas do mercado. Fazemo-nos às férias com dupla vontade. E com fome.

tarte tomate e beringela //

Tarte folhada de tomate, beringela e chèvre

1 placa massa folhada (preferencialmente biológica)
1 beringela media, às fatias (1 cm)
1 tomate grande maduro com pele, às fatias (1 cm)
150g queijo chèvre, às fatias (1 cm)
75ml natas + 2 colheres sopa leite
2 ovos
sal e pimenta preta moída na altura
azeite para pincelar a beringela

para o crumble:
1 chávena de tostas esmagadas (até obter migalhas grandes)
2--3 colheres azeite
1 colher sopa folhinhas de tomilho

tarte tomate e beringela //

Grelhe as fatias de beringela num grelhador antiaderente. Vire ao fim de 2-3 minutos. Pincele com azeite e tempere generosamente com sal e pimenta. Reserve e repita até grelhar todas as fatias. Escorra as graínhas do tomate, sem desmanchar as fatias.

Junte todos os ingredientes do crumble numa tigela e mexa com uma colher até misturar. Reserve.

Pré-aqueça o forno a 220ºC. Num tabuleiro rectangular, desenrole a massa folhada e arranje os cantos. Pique a massa com um garfo. Coloque uma folha de papel vegetal e encha com pesos de cerâmica (ou feijão seco). Leve ao forno por 10 minutos ou até começara a ficar dourada no rebordo. Retire o papel vegetal e os pesos e leve de novo ao forno por mais 3-4 minutos.

Bata os ovos, as natas e o leite. Tempere com sal e pimenta preta. Retire a base do forno e faça filas alternadas com uma fatia de beringela grelhada, uma de tomate e uma de queijo. Desencontre na fila seguinte . Repita até cobrir toda a superfície da massa e usar todos os ingredientes. Distribua o crumble por cima.

Reduza a temperatura do forno para 180ºC. Leve a cozer 25-30 minutos ou até o crumble estar dourado e a tarte cozida. Sirva com uma salada verde de alfaces e rúcula.

12 comentários:

  1. belas fotos, belo texto, bela receita!...
    Espero que sejam dias de um bom ...
    descanso
    babette

    ResponderEliminar
  2. De repente até me fizeste lembrar a minha alma gémea que segue tudo que é placa azul a dizer sul e atravessa duas pontes na mesma noite :) Uma tarte salgada que deve ser tão encantadora quanto parece!

    ResponderEliminar
  3. Juliana, fico a babar na receita de Tarte e a admirar as fotos!
    Quanto aos textos..Me inspiram! Adorei o post...

    ResponderEliminar
  4. Ai meu deus..fiquei tão empolgada que troquei as bolas...Suzana!

    ResponderEliminar
  5. Que belo almocinho :)
    Continuação de boas férias que passam sempre a correr, eu na 2ª já volto ao trabalho.
    Beijinhos
    Moira

    ResponderEliminar
  6. Que linda tarte! Adorei o recheio - gosto muito de receitas com legumes.

    ResponderEliminar
  7. Com esta conversa toda deixas-te-me com fome e a desejar entrar de ferias de novo, lol... Sim que aqui por estes lados esta menos de metade da temperatura que faz subir os termometros para esses lados.

    Beijinhos e aproveita bem as ferias.

    ResponderEliminar
  8. Suzana,

    A praia é uma grande inspiração culinária, é como se, naturalmente, o ambiente nos conduzisse a um outro universo onde tudo é mais simples, mais verdadeiro, mais urgente e mais puro. Uma simplicidade necessária e vital. E na minha cabeça se enche de memórias de verões e de praias. Delírios para um verão que não foi.

    Eu faço sempre torta folheada usando sempre tomates e eventualmente queijo de cabra mas nunca coloquei beringela nas tortas, em geral uso abobrinhas (courgette) ou espinafre fresco com tomate e nunca pensei em colocar beringela na torta, bem lembrado, e olha que eu como beringela direto...

    Bons dias!

    C.

    ResponderEliminar
  9. Aqui as ferias ja espretam tambem, e garantidamente esta será uma receita a fazer. parabens pelo blog.. é muito bom

    ResponderEliminar
  10. J'adore, colorés, frais léger, un blog qui est toujours signe de soleil, je reviendrai merci
    Je te souhaite une belle journée
    Valérie

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!