26.11.10

Pão entrançado de azeite e mel para um dia frio

Pão de azeite e mel // Olive oil and Honey Bread

As rotinas de um fim de semana desenham-se na ida ao mercado pela manhã, no jornal lido sem pressas sobre a mesa do café e na vespertina azáfama do forno. Faço pão quase todas as semanas. Chamo-lhe a minha terapia. Uma espécie de rearrumar mental, um balanço da semana que passou e um plano para os dias que se seguem. Há na massa do pão um retorno à infância que é promessa de uma enorme paz de espírito. E o resultado dura toda a semana e consola barriga e alma. Nem o frio parece tão severo.

O pão desta semana tem um sabor subtil de azeite e mel, formando a mais belas das tranças, numa combinação que lhe permite ser o parceiro perfeito para os queijos e a marmelada da época ou torrado apenas com manteiga.

Pão de azeite e mel // Olive oil and Honey Bread

Pão entrançado de azeite e mel
Ligeiramente adaptado de Patricia Cornwell e Marlene Brown, Food to Die For - Secrets from Kay Scarpetta's Kitchen

Faz 2 pães entrançados

600-700g farinha de trigo (tipo 65), extra para amassar e polvilhar
2 colheres (chá) levedura
375 ml leite meio-gordo, extra para pincelar
125 ml água
2 colheres (sopa) mel
75 ml azeite virgem extra
2 colheres (chá) sal

Numa tigela grande deite metade da farinha, a levedura e o sal. Faça um buraco no fundo. Leve ao lume uma caçarola e aqueça o leite, a água, o azeite e o mel até estar tudo derretido e combinado. Retire do lume e verta sobre a farinha, mexendo com uma colher de pau até estar misturado. Vá juntando a farinha (pode não ser necessária toda) até conseguir formar uma bola. Amasse por 10 minutos ou até a massa estar elástica e macia. Acrescente farinha se a massa estiver demasiado húmida.

Coloque a massa numa tigela pincelada com azeite, cubra e deixe levedar num local aquecido por 1 hora ou até quase duplicar de tamanho. Deite a massa numa superfície enfarinhada e retire o ar, esmurrando a massa. Deixe descansar um par de minutos e amasse por mais 5 minutos. Cubra com uma toalha de cozinha e deixe descansar 10 minutos.

Divida a massa ao meio* e cada parte em três (mais ou menos do mesmo tamanho). Forme 2 tranças (veja o vídeo) e coloque num tabuleiro preparado (ou num tapete de silicone), com distância suficiente entre os dois para que possam levedar sem colar. Cubra e deixe levedar por mais 35-45 minutos, até quase duplicar de tamanho. Pincele os pães com leite.

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Leve ao forno por cerca de 25-30 minutos. Deixe arrefecer sobre uma grelha metálica. Sirva quente ou à temperatura ambiente com manteiga ou azeite.

*Nesta altura, e antes de dividir a massa em três, pode juntar frutos secos ou ameixas secas a uma das metades para fazer um dos pães. Pode ainda depois de pincelar com o leite polvilhar 1 colher (chá) de açúcar granulado. Assim fica com dois pães, um "salgado" e um doce.

Notas: esta receita pode ser feita na máquina do pão. Nesse caso, colocar primeiro os ingredientes líquidos, depois os sólidos e por último o fermento, que não deve entrar em contacto com os líquidos antes do início do programa. Deve utilizar-se o programa "massa" e depois do primeiro levedar continuar com a receita.

22 comentários:

  1. Tenho de me aventurar pelo caminho das trancas, arregacar as mangas um dia destes e preparar um paozinho destes.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Que pão tão bonito!....
    Fiquei cheia de vontade de experimentar!
    As fotos estão deslumbrantes!
    Babette

    ResponderEliminar
  3. Lindo pão e o sabor deve ser magnifico!
    Beijinhos grandes e boa "ida" ao Mercado;)

    ResponderEliminar
  4. Ficou lindo, parabéns! Um dia vou arranjar coragem para fazer pão em casa...

    ResponderEliminar
  5. Belo pãozinho! Muito gostoso...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. gosto tanto dos seus pães; são muito especiais...

    ResponderEliminar
  7. Lindo o teu pão, eu adoro fazer pão em casa, é tão bom ter a casa perfumada de pão fresco acabado de cozer
    um beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  8. Está maravilhoso o aspecto do teu pão, também adoro fazer pães e esse conquistou-me!!

    ResponderEliminar
  9. Bom, ai que bom!
    Eu adoro fazer pão, comer pão e ver fotos de pão assim lindas como esta. :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Esse pãozinho deve ficar tão bom! A foto está mesmo bonita!

    ResponderEliminar
  11. Ficou divinal mesmo.. adorei as imagens e a receita tb.

    beijocas

    ResponderEliminar
  12. Com estes dias de frio cortante, um pãozinho assim quentinho, sabe mesmo a conforto. E com marmelada então ... :)
    Um beijinho,

    ResponderEliminar
  13. Os teus pães ficam sempre tão lindos, vê-se mesmo que te dá muito prazer prepará-los. Gostei muito da sugestão de juntar ameixas ou outras frutas secas, ficará ainda mais rico :)

    ResponderEliminar
  14. Olá Suzana!
    Esta receita sugere um pãozinho delicioso e com um perfume óptimo a azeite e mel! E a Outono, com a conjugação dos frutos secos!
    Ao ler a receita não encontrei onde colocaste as 75g de azeite. Entram na mistura de leite, água e mel?
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Estou completamente apaixonada pelo teu blog. As fotografias têm todas tão bom aspecto!

    ResponderEliminar
  16. Graellsia, exactamente. O azeite é aquecido com a mistura de leite, água e mel. Já rectifiquei. Obrigada pela chamada de atenção. :))

    Bj*

    ResponderEliminar
  17. oa sabados ai em casa sao repletos de bons sabores com este paes quentinhos a sair do forno
    esta uma maravilha
    beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  18. Querida Suzana, este tipo de pães fôfos e "enroscados" são os que me remetem para o conforto do lar nestes Outonos frios. Forno ligado, cozinha aquecida e massa a levedar junto à lareira. Adoro!
    beijocas e boa semana para ti

    ResponderEliminar
  19. Só o nome do pão já é poesia. Que pena não ter tempo para experimentar todas receitas vou vendo por aqui! E apesar de até agora não ter ficado grande fã de panna cotta, gostei da sobremesa dedicada à Moira. Servi-la em copinhos é o ideal para mim, que nunca consigo desenformá-las à primeira...
    Bjs
    Teresa (Lume Brando)

    ResponderEliminar
  20. Este pãozinho também vai passar pela minha cozinha, como não podia deixar de ser :)

    ResponderEliminar
  21. Nossa que lindo pao querida. fiquei assim invejosa. imaginando uma fatia tostada, com um pouquinho de marmelada por cima e uma xícara de café forte, fumegando.só como pao na casa dos outros hoje em dia. ou em restaurantes. me proibi de come-los em casa pois amo tanto pao que como descontroladamente quando em casa. e estou muito gorducha. estas folhas sao de Lisboa?

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!