27.3.13

Biscotti para uma degustação de café

Biscotti Mocha

Sem café eu seria muito menos feliz. Faz-me muita falta. Sempre. Todos os dias. A todas as horas. Expresso. De manhã, pelo ânimo redobrado para começar o dia. A seguir ao almoço, para marcar o fim da refeição e mais uma tarde que se faz à vida. Ao fim do dia, quando se luta contra o relógio e se precisa de mais uma razão para não fechar os olhos. Um expresso bem tirado é (quase) tudo o que preciso para estar bem disposta.

E se a chávena pequenina, com um dedo de creme, vier acompanhada de algo doce e estaladiço? Temos um pacto feito no céu.

Biscotti Mocha

Mas de onde vem o pó mágico que me adoça os dias? Que vem de longe eu sei. Que o processo de produção, apanha, armazenamento e torrefacção é complexo e exige saber, também sei. O que desconhecia era que o meu café era escolhido em função do sabor por um painel de provadores. Senhores de nariz e palato afinado, capazes de determinar as mais pequenas notas no líquido castanho adorado. Quando a Sical me convidou para uma degustação de café, eu fui. Certa de tudo o que sabia, voltei com a certeza do muito que não sei.

Entre uma conversa sobre os mitos em torno da cafeína, sorvidelas barulhentas de café (que o pulverizam pelas papilas gustativas) e um tentativa de dominar a arte de tirar um expresso em condições, fica muita informação e a convicção de que fazer café tem muito que se lhe diga.

Dos grãos que vêm de longe e estão dependentes da meteorologia, das sementes e do cultivo, é na selecção, torrefação e processo de produção que se joga o princípio de um bom café. Para além das características próprias do café, das arábicas ou robustas, há um caminho que passa pelo sabor e que está na dependência dos provadores. São eles que aprovam ou não o lote que nos chega à chávena. Mas o que mais contribui para o meu expresso? Na mente ficam-me os 4 M's: materia-prima, moinho, máquina e mão. Sem produto de qualidade, sem uma moagem correcta, sem uma máquina capaz e sem uma mão experiente não há bom café.

Degustação de café // Coffee tasting
Biscotti Mocha

Lá vou aprendendo. Por entre uma prova de Sical Sublime e 5 estrelas, sem sorvidelas, ficam bem patentes as diferenças de aroma e sabor. Nunca mais vou olhar da mesma forma para a chávena de café que me chega à mesa. É que ela é fruto de um trabalho complexo que não imaginava pudesse depender também do palato ajuizado de quem analisa e valida o sabor do café.

Para quem como eu gosta de café sem açúcar, aquilo que o acompanha tem de valer por si e trazer outras notas para a combinação. Há muito que queria fazer biscotti. Se os italianos sabem de café e o acompanham assim, nada como experimentar.

Os biscotti são biscoitos cozidos duas vezes. Primeiro num rolo compacto, depois fatiados e levados novamente ao forno para secarem. São o complemento ideal para molhar numa chávena de café. Para reforçar os sabores, estes biscotti combinam chocolate e café com amêndoas inteiras.


Degustação de café // Coffee tasting

Biscotti de chocolate, café e amêndoas
Adaptado ligeiramente de uma receita de Jacque Malouf, Breakfasts

rende 20-24

35 g cacau
100 g farinha de trigo T55
½ colher (chá) fermento em pó
½ colher (chá) sal baunilhado (ou normal)
125 g açúcar amaraelo
1 ovo grande
25 ml café muito forte, arrefecido
50 g amêndoas sem casca
leite para pincelar e açúcar branco para polvilhar

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Prepare um tabuleiro com papel vegetal (ou tapete de silicone).

Combine todos os ingredientes secos (menos as amêndoas). Junte o ovo ligeiramente batido e o café e mexa com uma colher. A massa é seca e não é muito fácil de mexer, mas assim que os ingredientes estejam misturados junte as amêndoas de forma a distrubuí-las uniformemente. Verta sobre uma superfície enfarinhada e com as mãos e a ajuda de um pouco mais de farinha, forme um rolo com cerca de 20 cm de comprimento. Transfira para o tabuleiro, pincele com leite e polvilhe com açúcar. Leve ao forno 25 minutos. Retire e reserve 15 minutos para arrefecer um pouco.

Baixe a temperatura do forno para 140ºC. Retire o rolo do tabuleiro e sobre uma tábua, corte fatias de cerca de 1 cm de espessura. Use uma faca de pão com serrilha que corte bem. Coloque as fatias com uma das partes cortadas para cima, umas ao lado das outras. Leve de novo ao forno por 15-20 minutos, virando-as a meio deste tempo.

Os biscotti estão prontos quando tiverem secado. Deixe arrefecer completamente antes de guardar num recipiente hermético.

--
leia também:

Bendita cafeína por Rita Pimenta

12 comentários:

  1. Sem dúvida que um belo café melhora o dia....E aquele aroma de café recentemente feito é tão bom e convidativo.Como os teus biscotti que também convidam a trincas sucessivas!
    Bjinho
    Rita

    ResponderEliminar
  2. Meu deus, o que eu dava por um cafézinho e um biscotti desses agora :D

    oneplustwoblog.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Ai, como eu adoro o cheirinho do café... e sim, fico-me por aqui ou pelas sobremesas feitas com ele. Beber uma chávena é algo que há muito não faço, pelo simples facto de que esse pequeno shot de café faz com que fique 1 semana com uma pedra no estômago. Sim, uma pedra, bem grande. De modo que agora mato as saudades com tudo o que é à base de café. E estes biscotti parecem atingir o meu objectivo :)

    ResponderEliminar
  4. Agora também não dispenso o meu café do dia :) adoro o cheiro e o quentinho da chávena hehe
    quanto aos biscottis, gosto ainda mais do que café :) beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Foi uma visita e tanto :) Deve ter sido giríssimo!
    E ainda bem que vieste tão inspirada para esses biscottis, ficaram maravilhosos!

    Um beijinho querida Suzana*

    ResponderEliminar
  6. hummmm.... que delicia que deve ter sido essa visita.. e os biscoti estão com um aspecto óptimo.. :)
    bjs

    ResponderEliminar
  7. Não bebo café, tomo um descafeinado de manhã e é tudo. O café altera-me o sistema nervoso e eu fico a tremelicar :) Mas gosto dele nas sobremesas, uns biscotti parecem-me bem.

    ResponderEliminar
  8. Estou como a Ameixa :) Não posso tomar café, que fico cheia de tremeliques, mas que falta me faz, adoro o cheiro e aroma.
    E esses biscottis! :) Um beijinho.

    ResponderEliminar
  9. Maravilhosos!
    Uma Páscoa doce e feliz. Cheia de coisas boas.
    Babette

    ResponderEliminar
  10. Como você gosto de um bom café. Pela manhâ um pequeno capuccino. Tem um lugarzinho na estação de Guildford em que estes dois poloneses que laá trabalham o preparam bem direitinho.Vez ou outra erram a mão e colocam um pouco de leite demais. No meio do dia gosto de uma macchiato, single shot. Só para me acalentar. Tenho muita vontade de fazer um curso de barista. Que bacana que deve ter sido a oportunidade de participar deste evento de degustação. Feliz Páscoa.

    ResponderEliminar
  11. Também não vivo sem café, bebo 3 por dia. O café desperta-me os sentidos, aguça a concentração e inspira-me :) Os teus Biscottis combinam na perfeição com o cafezinho, ficaram mesmo tentadores e tendo em conta os ingredientes devem ser deliciosos.
    Desejo-te uma Páscoa muito feliz.
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  12. Que delicia deve ser e, com esse intenso sabor a café, kiss

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!