17.5.13

Pilaf de espargos e ervilhas com molho de iogurte e feta

Pilaf de espargos e ervilhas

Espargos, tingidos com azul ultramarino e uma cor rosada a escorrer das suas cabeças, finamente pontilhadas de lilás e azul, por meio de uma série de mudanças imperceptíveis nos seus pés brancos, ainda um pouco manchados pela terra do seu canteiro: uma beleza de arco-íris que não era deste mundo.

Marcel Proust, o amante de espargos.

Os últimos espargos são uma das despedidas mais difíceis. Voltam para o ano, eu sei. Até lá, ficam as lembranças das sopas, tartes e saladas que cruzaram a mesa da nossa cozinha nas últimas semanas. E as palavras sábias de quem compreende a nossa tristeza de os ver partir. Valha-nos que as favas e as ervilhas ainda se encontram. Que as alcachofras vieram para ficar. E que os mirtilos ainda agora chegaram.

Ervilhas frescas // Fresh Peas Molho de iogurte e queijo feta

Tenho a convicção que os espargos devem ser celebrados. Como Proust, parecem-me sempre meio etéreos. Como se viessem de longe. Como se a sua fosse uma existência de outro universo.

Não há nada como os primeiros espargos na banca do mercado a receber a nova estação e todos os outros vegetais e frutas que caracterizam a Primavera. Mas a sua vigência é curta. A única possibilidade é aproveitá-los até ao limite enquanto vão aparecendo, na companhia das favas e ervilhas frescas e dos cebolos novos.

Num pilaf rápido, cheio de sabor.

Espargos // Asparagus



Pilaf de espargos e ervilhas com molho de iogurte e feta

Serve 2, como refeição

1 colher (sopa) azeite
1 cebola pequena, picada finamente
1/4 colher (chá) cominhos moídos
1/4 colher (chá) sementes de coentros moídas
2 raminhos de tomilho, só as folhinhas
125g arroz basmati, bem lavado em água corrente
500ml caldo de legumes
1 chávena ervilhas frescas (já descascadas)
12 espargos (só os topos)
2-3 cebolinhos novos, picados
1 colher (sopa) salsa, picada
pimenta preta, moída na altura

para o molho de iogurte e feta:
125g iogurte grego
50 g queijo feta, esmigalhado
1 colher (sopa) hortelã, picada
1 colher (sopa) azeite virgem extra
pimenta preta, moída na altura

Apare os espargos e coza ao vapor com as ervilhas (3 minutos), escorra e reserve.

Aqueça o azeite em lume fraco, junte a cebola e mexa até esta começar a ficar translúcida (cerca de 5 minutos). Adicione as especiarias e o tomilho e mexa (2-3 minutos). Acrescente o arroz e mexa. Junte o caldo e tape. Coza por 15 minutos em lume fraco. Junte as ervilhas e os espargos, a salsa picada e os cebolinhos, envolva com cuidado e tempere com pimenta.

Para o molho, bata o iogurte com o queijo feta com um garfo até obter uma textura mais ou menos homogénea. Junte a hortelã, deite o azeite e tempere com pimenta.

--
veja também:
Pilaf de trigo bulgur (com grão e feta)
Arroz pilaf de frango, amêndoas e romã

5 comentários:

  1. Hmm que perfeição, pela primeira vez comi dos brancos frescos, em breve posto as minhas receitas! Adorei a tua receita um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Fiquei rendida - tanto às fotografias como à receita. Super saudável, consistente e com tanto sabor... Muito bom, mesmo.

    ResponderEliminar
  3. Uma combinação sábia... ;)
    E eu que adoro arroz...
    Obrigado por partilhares...
    Beijinhos e bom fim de semana...

    ResponderEliminar
  4. a sazonalidade é algo perfeito, não achas? Estamos perdidas de tristeza por dizer adeus e até para o ano a determinados ingredientes enquanto piscamos o olho aos que os começam a substituir e que também são nossos favoritos. Ah este ciclo natural interminável é algo que me espanta todos os dias, como se fosse um milagre :)

    E outro milagre é esse molho de iogurte e feta. Babei. Mesmo :)

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!