21.9.09

Um almoço em Nova Iorque

Uma das razões que levou o ser humano a começar a fotografar foi a necessidade incessante de capturar o momento. Prendê-lo e guardá-lo para lhe podermos chamar "nosso", esperando que os dias e os anos não desbotassem as cores e os brilhos. Mas as fotografias não registam os cheiros, os sabores e os sons - esses temos de guardar numa parte da memória que não dorme, numa espécie de reserva essencial. Simone De Beauvoir costumava dizer que há qualquer coisa no ar de Nova Iorque que torna o sono desnecessário. Não são, no entanto, as luzes e o rebuliço da cidade que nunca dorme que guardo no cantinho resguardado e sem correntes de ar da memória. Guardo o último almoço em Nova Iorque num terraço repleto de sol e sombra, ali ao lado de Central Park e com Columbus Circle a espreitar. Memorável. Hei-de voltar.

Nougatine at Jean Georges, NY

Saímos cedo. O dia estava solarengo e as malas ficaram para trás no hotel à espera que as fossemos apanhar para voltar para casa. Uma visita ao Cooper-Hewitt e uma passagem relâmpago pelo Guggenheim e lá se foi a manhã. Nada em Nova Iorque é sossegado. Nem as manhãs! Por isso corremos a atravessar Central Park sem saber o que nos esperava. A conselho de um passarinho, almoçámos no Nougatine do Chef Jean-Georges que partilha a cozinha do conceituado (e caro) restaurante Jean Georges no Trump Plaza hotel (Obrigada, Constance!). O menú de almoço (25$) é excelente na qualidade/preço que oferece e o serviço é cuidado e simpático, sem ser excessivo ou intimidante. Eu comi uma salada de melão e endívias com queijo de cabra e vinagrete de maracujá que estava perfeita, enquanto o Provador se deliciou com uma alcachofra com maionese de mostarda e limão. Pedimos peixe como prato principal, eu um peixe vermelho com tomate confitado e o Provador um bacalhau fresco com ervilhas e vinagrete de cenoura: ambos bem confeccionados e muito equilibrados na combinação de sabores. Para sobremesa, eu escolhi um bolo de baunilha com morangos e merengue (que estava bom) e o Provador decidiu-se pelo bolo assinatura de Jean-Georges (de chocolate morno e derretido com gelado de baunilha) que o levou ao céu - se há um bolo de chocolate que é o melhor do mundo é este. Palavra de Provador.

Nougatine at Jean Georges
1 Central Park West,
New York, NY 10023

5 comentários:

  1. Suzana, que delícia ver que a dica do Nougatine deixou vocês felizes. Acho mesmo que é um lugar especial e uma das melhores relações custo/benefício em NY.

    ResponderEliminar
  2. Suzana, se vontade de voltar a NY já havia, este post só veio aumentá-la. NY nunca se esgota, não acaba. E o Nougatine ficará na nossa lista para a próxima visita.
    E ainda bem que aqui te encheste de coragem e fotografaste tudo!

    Beijo grande *
    Mariana

    ResponderEliminar
  3. bem que delicias que comeram ai em nova iorque:-)

    ResponderEliminar
  4. Oi , gosto muito do teu blog, eu tb tenho um blog sobre artesanato em geral e outro sobre culinária
    e agora estou disponibilizando aos meus leitores download gratuitos de revistas encontradas pela net sobre os dois temas culinária e artesanato,os endereços são http://agulhaetricot.blogspot.com e o A la Tita Carré http://alatitacarre.blogspot.com ,visite-me, e também apareça em minha loja online Maison by Tita carré, http://maisontitacarre.blogspot.com e http://www.elo7.com.br/titacarre , beijo.

    ResponderEliminar
  5. AI que inveja!! Adoraria ter estado lá tb... :)

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!