22.8.11

Peixe. mar e um gratinado de tomate e espinafres

peixe fresco

Não há peixe como o da costa portuguesa. Não sou só eu que o digo. É uma impressão generalizada e que é corroborada por quem o prova. Infelizmente o bom peixe português chega a cada vez menos portugueses. Porque o peixe é caro. Porque a oferta de peixe pescado e produzido sabe-se lá onde é cada vez maior. Porque os mercados estão abertos apenas a horas em que a maioria das pessoas não está disponível e peixarias com havia há uns anos nem vê-las. mas por muitas que sejam as dificuldades, nada bate o bom peixe. Português.

As minhas férias no Algarve são sempre uma altura de celebração do peixe. As duas "viúvas" da fotografia foram deixadas pelo meu pai para o nosso almoço de abertura da época balnear. Não podiam ser melhores. Desconfio que as "viúvas" têm outro nome mas foi assim que o pescador lhes chamou. Ou assim diz o meu pai.

banho ao fim da tarde

Gratinado de tomate e espinafres // Spinach Tomato Gratin

Um gratinado de tomate e espinafres é pretexto para um acompanhamento diferente. Nas cores da estação e fazendo uso dos deliciosos tomates, é uma alternativa que também pode fazer de prato principal. E demora literalmente minutos a fazer.



Gratinado de tomate e espinafres

serve 2-4 (como refeição ou acompanhamento)

3 batatas médias, em fatias de 1 cm
2 tomates grandes
1 molho de espinafres
2 colheres sopa azeite
1 dente de alho, picadinho
noz-moscada
75g queijo mozzarella ralado
100 ml natas
100 ml leite
2 ovos grandes

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Coza as batatas por 5 minutos (ou até estarem quase cozidas) em água com sal. Coloque uma colher de sopa de azeite e o alho picado numa frigideira e leve ao lume. Adicione os espinafres e deixe que estes reduzam de tamanho, mexendo ocasionalmente. Tempere com sal e pimenta e um pouco de noz-moscada. Mexa, desligue o lume e reserve. Misture os ovos batidos com as natas e o leite. Tempere com sal. Pincele um prato de forno com a outra colher de azeite. Disponha uma camada de batata e uma de espinafres. Repita a operação. Corte os tomates em fatias e sobreponha. Polvilhe com o queijo mozzarella e leve ao forno por 15-20 minutos ou até ficar dourado. Sirva como acompanhamento ou como refeição, neste caso acompanhado por uma salada verde.

7 comentários:

  1. que belos peixinhos, concordo contigo, não há peixe como o da nossa costa :)
    fiquei curiosa para experimentar o gratinado. Um beijinhoa

    ResponderEliminar
  2. Suzana,
    Essas viúvas estão com um ar fresquinho e apetitoso. Não há nada como o peixinho da nossa costa. Eu de vez em quando ainda tenho sorte, quando o meu pai vai à pesca, oferece-me sempre uns peixinhos especiais.

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  3. e verdade o nosso peixinho bate qualquer um dos outros sem duvida dos melhores. o gratinado esta optimo e arregalava-em toda so com ele mesmo
    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Como eu concordo contigo, não há nada que me saiba melhor que um peixinho acabado de apanhar, e felizmente aqui na zona ainda se encontra disso.
    Gostei imenso da sugestão
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  5. Eu também não me posso queixar. Por cá, o peixe pescado nas águas escuras e geladas, ainda é o pão nosso de cada dia. Para muitos um luxo, para outros uma salvação! O gratinado de tomate também vai ser "pescado" por mim....:) Um beijinho

    ResponderEliminar
  6. Olá Suzana;
    Mai uma vez as tuas receitas serviram de base para nascer outra receita:

    http://dulcepigmenta.blogspot.com/2011/08/vegetais-as-camadas.html

    Muito obrigada
    beijinhos
    rita

    ResponderEliminar
  7. Que delícia este gratinado. tenho tantos espinafres na geladeira. e tomates. acho que vou adotar. sem as natas pois ando de dieta.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!