13.9.11

Bolo de cenoura e avelãs e (mais) um aniversário

Bolo de cenoura e avelãs // Hazelnut Carrot Cake

As minhas fotografias "de pose" tiradas na escola primária ao longo dos anos têm todas algo em comum: nenhuma mostra uma bata imaculada, um cabelo ordenado ou uma postura composta. De todos os sorrisos perfeitos captados em filme, nenhum acompanha a menina aprumada que a minha mãe esperava ver a cada nova fotografia. [Acabámos, eu e ela, por aceitar que isso era coisa que não ia acontecer.] Pode ser um gancho fora do sítio, um totó mais acima e outro mais a baixo, uma nódoa (ou várias...), uma gola à banda ou um joelho esfolado. O sorriso mais ou menos repleto de dentes acompanha sempre um enorme alvoroço e no papel fotográfico fica a impressão de um metro e meio de gente em constante turbilhão. São fotografias de passagem. Como se coisas mais importantes para fazer existissem para além de posar para uma fotografia de fim de ano lectivo.

Os meus bolos "de festa" encontram-se na mesma encruzilhada. Serão sempre perfeitos desde que não se procure perfeição. E estão seguramente apenas de passagem pois desaparecem à mesma velocidade que os meus anos de vida vão passando.

Bolo de cenoura e avelãs // Hazelnut Carrot Cake

Cenouras e avelãs para um bolo sem glúten e sem lactose que celebrou mais um aniversário. As restrições alimentares são apenas isso. Não impedem que se aprecie a comida ou que as receitas tenham de ser menos interessantes porque quem se senta à mesa tem intolerância à lactose ou ao glúten. Esta receita é adaptada a partir de uma da Popina e usa uma combinação de frutos secos e farinha de milho. Por não ter as quantidades certas dos ingredientes que a receita pede, este acaba por ser um bolo diferente do original com substituições e alguns acrescentos. Veio acompanhado por umas natas sem lactose batidas com açúcar baunilhado e raspas de chocolate amargo e as mais lindas physalis. Afinal é um bolo de festa.

Bolo de cenoura e avelãs // Hazelnut Carrot Cake



Bolo de cenoura e avelãs
Adaptado ligeiramente de Popina book of baking

10-12 fatias

200g avelãs moídas
50g amêndoas raladas
65g farinha de milho
2 colheres (chá) fermento em pó
2 colheres (sopa) óleo de avelã (opcional)
5 ovos, separados
250g açúcar amarelo
3 cenouras médias raladas (cerca de 250g)
2 colheres (sopa) amaretto
1 limão + 1 laranja, raspa e sumo

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Bata as gemas com o açúcar até obter uma mistura esbranquiçada. Misture as cenouras, o óleo de avelã (se usar), o licor, o sumo e raspa do limão e da laranja. Envolva as avelãs e as amêndoas com a farinha de milho e o fermento em pó. Bata as claras em castelo e misture uma colherada na massa do bolo. Acrescente as restantes claras e envolva sem bater. Deite a massa numa forma de base amovível forrada com papel vegetal e polvilhada com farinha de milho. Leve ao forno durante 35-40 minutos ou até estar cozido. Mantenha o bolo na forma até este arrefecer completamente.

Sirva com uma cobertura de açúcar em pó e limão (como na receita original) ou com natas batidas e raspas de chocolate.

18 comentários:

  1. Suzana,
    As tuas fotos de infância podem não ser perfeitas, quem as têm que ponha o dedo no ar... Mas os teus bolos superam tudo isso, pois são mais que perfeitos :)

    ResponderEliminar
  2. Já as tuas fotos do blog são de encantar. Tenho esse livro da Popina, e já tinha posto o olho à receita. Sem dúvida que ficou lindo! E saboroso, imagino...
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  3. Não percebi bem quem fazia anos, mas seja como for Parabéns! Até porque o bolo ficou com muito charme, como tudo o que aparece por aqui...
    Beijos
    Teresa

    ResponderEliminar
  4. A passagem do tempo traz na bagagem uma surpreendente revelação: a aceitação. Com ou sem imagens perfeitas, a vida vai-se desenrolando numa dança de dias que podiam terminar sempre com uma fatia de bolo, não é verdade? Um grande beijinho de Parabéns! (não fossem os vitginianos perfeccionistas atrevia-me a suspeitar da nimperfeição das fotos)

    ResponderEliminar
  5. Ah as nódoas! Até sinto falta das atrapalhações, do vinho entornado, das mudanças de roupa e etc :) Um bolo de cenoura é sempre perfeito!

    ResponderEliminar
  6. Parabéns pela originalidade e boa apresentação do blog. O bolo de cenoura tem muito bom aspecto. Sugiro que experimente cobrir com creme mascarpone e polvilhe n final com canela ou então um merengue. Faz diferença na mistura dos sabores! Vou ficar atenta a mais receitas =)

    ResponderEliminar
  7. Adorei essa receita, sem glutem e sem lactose (sou intolerante). Vou, com certeza experimentar. Valeu pela dica. Beijos, Nisandra

    ResponderEliminar
  8. Para mim está perfeito...
    Como todas as outras sugestões... ;)
    Anotadíssimo...
    Obrigado por partilhares...
    Beijinhos e boa semana...

    ResponderEliminar
  9. Ao contrario das fotos da escola, que de certeza mostram uma criança bem disposta e divertida, o bolo ficou perfeito.
    Muitos parabéns pelo aniversário e um beijo

    ResponderEliminar
  10. Também tenho dessas fotos de miúda...
    joelhos esfolados e tótós descaídos eram ornamentos grátis ;)
    O bolo, pelo contrário, está bastante fotogénico. Sem arranhões ;)
    beijo
    Babette

    ResponderEliminar
  11. Querida, este teu post já me fez sorrir. Acho que também não fui esta picture de perfeição. este bolo é lindo. delicado, de lindos ingredientes. E amei saber de Popina, pois não conhecia. Fica aqui meu carinho e votos de um novo ano, cheio de brilhantismo.

    ResponderEliminar
  12. LOL óleo de avelã e amaretto (que é um licor amendoado) deve ser uma das daquelas combinações a evitar dado que são dois sabores intensos. De resto, o bolo até parece adequado tendo em conta a questão da lactose e gluten. Também não colocava decoração com phisalys, existem coisas bem mais interessantes tendo em conta que é um bolo de festa.

    ResponderEliminar
  13. Apocalypse, posso assegurar-lhe que combinar avelã e amêndoa não é o fim do mundo. Ou do bolo. ;)

    ResponderEliminar
  14. Olá, muitos parabéns as tuas fotos são maravilhosas, quase que consigo sentir o sabor do bolo! a brisa suave que corre por entre as folhas. 1 Palavra apenas Talento!
    Beijinho
    Ana do
    http://receitasfaceisrapidasesaborosas.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  15. Uma verdadeira maravilha, adorei a receita e as imagens que a ilustram. parabéns.

    ResponderEliminar
  16. Suzana o bolo está simplesmente uma perfeição. Adorei a decoração desde o contras-te do branco com o castanho como o toque dos physalis.
    Muitos parabéns por mais este aninho.
    Beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  17. Parabéns por este blog! Está absolutamente fantástico, adoro as receitas e a apresentação então, sublime!

    Seguirei com muito gosto!

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!