22.4.15

Gratinado de favas e beterraba

Gratinado de beterraba e favas

Se alguma vez a Primavera foi mais perfeita, não tenho memória. Nestes dias em que o sol nasce convicto e se põe já tarde as maravilhas da nova estação começam a tomar o seu lugar na mesa. São as primeiras favas a anunciar a mudança que as ervilhas-tortas já tinham iniciado. Hortelã, coentros e o aroma das folhas do alho novo a pautar o molho de ervas que acompanha a cozedura.

Nas janelas da cidade, mini-jardins onde crescem flores e frutos, vão-se instalando apontamentos de cor por entre o verde esfusiante das plantas e pequenas árvores onde ainda resistem alguns citrinos. Uma das vantagens de andar de nariz levantado na rua é descobrir estes lugares únicos onde a natureza ganha espaço à arquitectura. É também uma excelente desculpa para andar com a cabeça no ar.

Janelas de Lisboa // Lisbon's Windows Gratinado de beterraba e favas

Para o almoço, um gratinado. Ou assim se decidiu chamar-lhe à falta de melhor nome. Em rigor trata-se de um flan, entre o soufflé e o Yorkshire pudding, que cresce e depois baixa ganhando uma crosta estaladiça. A combinação de favas e beterraba tem as mais lindas cores e celebra a fartura de ervas aromáticas que agora começam a chegar.

À boleia de uma salada de alfaces com rúcula ou mizuna, uma fatia que faz uma refeição leve ou serve de entrada num jantar mais prolongado. Mais bonita seria se as suas doses fossem individuais e os pequenos bolinhos estivessem rodeados de folhas verdes... Experiências para uma próxima oportunidade. São servidos?

favas



Gratinado de de favas e beterraba
Adaptado livremente de uma receita de Elle à Table, nº99 Mars/Avril 2015

serve 4, como entrada

1 beterraba cozida, cortada em cubos pequenos
50 g farinha de trigo
1/2 colher (chá) fermento em pó
100 g favas, duplamente descascadas
2 colheres (sopa) salsa picada
2 colheres (sopa) cebolinho picado
150 ml leite meio-gordo
2 ovos grandes, batidos
1 dente de alho, picadinho
sal e pimenta preta moída na altura

Escalde as favas em água a ferver, escorra e reserve. Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Dissolva a farinha e o fermento em pó no leite e misture os ovos batidos. Junte o alho, picado muito finamente, as ervas picadas e tempere com sal e pimenta preta moída na altura.

Disponha a beterraba e as favas num prato redondo de forno untado com óleo. Verta a mistura dos ovos, com cuidado para que a distribuição da beterraba e das favas se mantenha uniforma. Leve ao forno 20 minutos. Sirva com uma salada verde.

--

outros gratinados:

Sopa de cebola gratinada
Gratinado de tomate e espinafres
Gratinado de couve e queijo


5 comentários:

  1. Suzana, andava há que tempos há procura de uma receita diferente para usar as favas e acho que vai mesmo ser esta.

    ResponderEliminar
  2. Adorei a ideia de favas gratinadas com a beterraba.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/04/bundtcake-de-banana-e-leite-achocolatado.html

    ResponderEliminar
  3. Que delícia! Eu estreei-me nas favas este fim de semana, acabadinhas de apanhar na horta, guisadas, como só a minha mãe sabe fazer!
    Mas há para mais aventuras e gostei desta sugestão.
    A mim parece-me uma coisa assim quase tipo clafoutis salgado, deve ser uma delícia.
    bj*

    ResponderEliminar
  4. Adoro favas.
    Nunca sei bem o que fazer com elas, sem ser aquele famoso ensopado de favas, com chouriço. Mas esta receita já me está a meter macaquinhos no sotão haha

    ResponderEliminar
  5. Eu servia-me, adoro a abundância da Primavera, os verdes novos que começam a chegar. Ainda estou à espera das minhas favas, para poder-me deliciar (até sinto um cheiro a coentros no ar ao pensar!). Que refeição tão boa aí tens.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!