6.2.20

Há um ingrediente secreto n' The B Temple: o tempo faz as carnes maturadas

B Temple, Lisboa

A qualidade do que chega ao nosso prato está intimamente ligado ao que o compõe, ao modo como é confeccionado e às mãos que o tornam possível. No The B Temple o segredo das carnes maturadas que fazem parte da carta, para além do cuidado e rigor na sua confecção, é o tempo. Situado na cave da Basílica de Nossa Senhora dos Mártires ao Chiado, o restaurante (que se orgulha dos seus hambúrgueres premium) tem também uma oferta de carnes maturadas que merece ser apreciada. E apesar do solo ser sagrado, a tentação é mais do que bem-vinda!

Na experiência, apela-se a todos os sentidos para que a fruição seja total. Os prazeres da carne maturada são parte importante do que nos leva ao The B Temple mas nem só de maturações se faz um almoço. Também há uns Crocantes de farinheira e queijo de cabra para tentar os gulosos. E se a gula não for suficiente e a luxúria se manifestar, é dizer sim aos Ovos Rotos e não hesitar em seguir o conselho de Zahari Markov, o proprietário do restaurante.

B Temple, Lisboa
B Temple, Lisboa

E depois de um auspicioso início de refeição, eis-nos chegados à carne: as maturações de 60 dias, utilizam as raças Rubia Galega e Black Angus, no que à vazia diz respeito. Sob o comando do Chef Ricardo Serrão a cozinha ali à vista vai respondendo a todas as solicitações da sala bem composta, ainda havendo capacidade para explicar o processo de maturação e responder às questões dos curiosos.

Importa ressalvar que a dimensão sabor da carne aturada é especial se comparada com a carne "fresca". O desafio é usufruir de todas as notas diferenciadoras que o tempo traz aos pratos e apreciar a textura especial dos cortes. Para acompanhar umas excelentes batatas-doce fritas e uma salada colorida e refrescante, servidas com boa conversa. Entregues a este desígnio, chega à nossa mesa uma carne diferente. Dizem-nos que é maturada, mas que corte será?

B Temple, Lisboa
B Temple, Lisboa



A carne secreta de aparência diferente mais não é que cachaço e costeleta de porco, com igual tempo de maturação (60 dias) e muito sabor para oferecer. Mais arriscada, esta aposta é totalmente ganha. Para os apreciadores de carne maturada, recomenda-se experimentar a explosão de sabor que é oferecida e encontrar pontos de encontro e as diferenças com as carnes maturadas mais convencionais. O cachaço de porco é especial e não deve ser esquecido na hora de escolher. No copo, o tinto Quinta da Lagoalva Reserva 2016 é companhia ajustada, com complexidade e intensidade à altura do prato numa harmonização bem sucedida.

B Temple, Lisboa
B Temple, Lisboa

Numa casa em que a carne tem primordial lugar à mesa e na cozinha, as sobremesas podiam não ser o ponto forte da carta ou do chef. Nada mais distante da realidade, já que as propostas disponíveis são bem pensadas e bem confeccionadas. Entre os comensais presentes, não havendo consenso quanto a um eleito, reclama-se louros para o Petit Gateâu com Gelado de Baunilha, seguido de perto pelo Creme Brulée (absoluto preferido de um dos presentes!). E não é de estranhar que o Cheesecake de Frutos Vermelhos seja mesmo o que apetece no final de uma refeição de sabores fortes ou que o Bolo Húmido de Chocolate, Nozes Caramelizadas e Nutella tenha um séquito de admiradores.

B Temple, Lisboa
B Temple, Lisboa
B Temple, Lisboa

--

The B Temple
Rua Serpa Pinto, 10C
Chiado, Lisboa


Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!