11.9.14

Fritata de curgete e tomate cereja

Tortilha leve de curgete e queijo

Não me mostres o teu lado feliz / A luz do teu rosto quando sorris / Faz-me crer que tudo em ti é risonho / Como se viesses do fundo de um sonho. A música, em modo repeat, vai fazendo eco de um sentimento sorumbático que em dias como o de hoje se mostra mais. Culpa do tempo? Talvez. O tempo tem as costas largas e pode bem arcar com as culpas. Mas enquanto o sol não volta, há mézinhas quase infalíveis.

Não há maior conforto que ligar o forno em dias de chuva e céu cinzento. Para alguns é sinónimo de bolo e intermináveis chávenas de chá. Para mim, e enquanto as temperaturas frias não chegam, é desculpa para um almoço que se faz sozinho e nos recebe na mesa como se fosse Domingo. Não é e a ilusão dura apenas o tempo necessário para o mundo parecer um sítio um pouco melhor. São os ovos e o conforto do queijo e dos tomatinhos quentes que ofuscam o meu lado lunar por uns momentos.

erva caril Tortilha leve de curgete e queijo

Do forno sai uma fritata. Palavra inventada entre a frittata italiana e a tortilla espanhola e cunhada no desespero de uma mente (demasiado) preenchida. Serve-nos de almoço à boleia de uma enorme tigela de salada de alfaces e rúcula.

Ainda com os tomates de todas as cores a dar alegria à cozinha, em cestas acabadas de chegar, há também os livros de autores favoritos que iluminam qualquer macambúzio. Afinal não faltam razões para resgatar sorrisos perdidos, uma por cada tomate pequenino de cores diversas.

eat + tomatoes




Fritata de curgete e tomate cereja

serve 2, como refeição

1 colher (sopa) azeite
1 cebola pequena, picada
1 dente alho, picado finamente
1 curgete média, em cubos
8 tomates cereja, cortados ao meio
4 ovos grandes, ligeiramente batidos
2 colheres (sopa) natas
2 colheres (sopa) parmesão ralado
3 folhas de manjericão, picadas + 2-3 folhinhas para servir
sal e pimenta preta moída na altura

Pré-aqueça o forno a 200ºC e coloque o tabuleiro a meio. Numa frigideira que possa ir ao forno, aqueça o azeite, junte o alho e a cebola e cozinhe por 2 minutos. Junte a curgete e tempere com sal e pimenta preta moída na altura. Quando a curgete começar a ficar cozinhada, retire do lume e junte o manjericão picado. Bata os ovos, adicione as natas e o parmesão e deite na frigideira. Distribua os tomates, com a parte cortada para cima, pela frigideira.

Coloque no tabuleiro pré-aquecido e leve ao forno até ficar dourado, cerca de 15 minutos. Sirva com umas folhinhas de manjericão e uma salada verde.

3 comentários:

  1. Adoro fritatas e esta com curgete e tomate deve ser deliciosa! Também aprecio o estilo do Nigel Slater1
    um grande beijinho

    ResponderEliminar
  2. Mas que óptimo aspecto! Gosto muito deste género de receitas, que enchem a barriga e a vista. :) Vou experimentar esta.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!