22.7.21

Na Quinta da Ramalhosa há um Palhete cheio de Dão

Quinta da Ramalhosa

Há vida e vinho no coração do Dão e mil estórias para contar na Quinta da Ramalhosa. Na voz do produtor Micael Batista sente-se a paixão da terra e da família que chegou ao vinho por via da emoção e faz da memória espólio. À relação com o vinho de várias gerações junta-se a experiência e o saber da enóloga Patrícia Santos e o resultado é um Dão surpreendente, reconhecível nas suas características próprias e simultaneamente novo no perfil que oferece.   

É à conversa com Patrícia Santos e Micael Batista que os vinhos da Quinta da Ramalhosa ganham (nova) vida, a que não é certamente alheia a imensa cumplicidade entre produtor e enóloga que transparece na apresentação do projecto. 

Quinta da Ramalhosa

No território de descoberta e experimentação enunciado marca presença o fantástico Quinta da Ramalhosa Palhete 2019, um vinho cheio de personalidade, repleto de frescura, aroma e muita fruta. Com o Verão em franca progressão, este Palhete tem lugar no copo em momentos de descontração mas não deve ser esquecido na mesa onde pode atingir todo o seu potencial gastronómico. A sua estória, enraizada na família, junta à experiência um contexto que permite compreender melhor os princípios subjacentes à Quinta da Ramalhosa.

Porque numa terra de tintos também há espaço para brancos e palhetes, como haveríamos de comprovar.


Quinta da Ramalhosa

Na Quinta da Ramalhosa a tradição de ontem tem sido enriquecida com uma visão actual, mais ampla e expandida do Dão, e que pode ser explorada no Quinta da Ramalhosa Branco 2018. Sem histórico de produção de vinhos brancos, o produtor Micael Batista relembra como o seu avô não os fazia, chegando apenas a produzir uns "Rosados do Dão" e como o Palhete agora lançado é a homenagem perfeita. Do Branco 2018, diferente do seu homónimo de 2017, guarda-se a maior acidez de um vinho complexo, que se vai mostrando à medida que abre. Companhia de eleição para os queijos de ovelha da região, este Branco do Dão deixa antever uma longa e bem sucedida história nos anos vindouros.

Quinta da Ramalhosa

Dos tintos, entre a admirável delicadeza do Quinta da Ramalhosa Alfrocheiro / Touriga Nacional 2017 que pede companhia à mesa e a imensa complexidade do Quinta da Ramalhosa Tinto 2017 que se apresenta para ser apreciado na sua singela elegância. Num registo mais alinhado com a região que os vê nascer, estes Tintos trazem consigo o desafio do tempo e a perspectiva de uma longevidade que lhes confira um nível ainda mais superior. Entre a dupla de opostos, Touriga Nacional e Alfrocheiro, e a intensidade de um tinto proveniente de vinhas velhas, a escolha é difícil. Talvez mais consensual o segundo e mais surpreendente o primeiro, a boa notícia é se pode (e deve) provar os dois. 

--


Quinta da Ramalhosa - Palhete 2019 
DÃO - DOC - Portugal  
Ano: 2019 
Castas: Alfrocheiro,Touriga-Nacional, Jaen, Baga, Tinta Pinheiro, Tinta Roriz, Bastardo, Malvasia Fina, Encruzado, Uva Cão, Bical, Fernão Pires, Rabo de Ovelha 
Produção: 1200 garrafas

Quinta da Ramalhosa - Branco 2018 
DÃO - DOC - Portugal 
Ano: 2018 
Castas: Arinto, Bical, Encruzado, Malvasia-fina, Rabo de Ovelha 
Produção: 2666 garrafas

Quinta da Ramalhosa - Alfrocheiro/Touriga Nacional 2017 
DÃO - DOC - Portugal  
Ano: 2017 
Castas: Alfrocheiro e Touriga-Nacional
Produção: 2600 garrafas

Quinta da Ramalhosa - Tinto 2017 
DÃO - DOC - Portugal 
Ano: 2017 
Castas: Vinhas Velhas -  Touriga Nacional, Alfrocheiro, Tinta Roriz, Jaen, Baga, Tinta Pinheiro 
Produção: 2666 garrafas

--

Quinta da Ramalhosa Wines

Rua da Ramalhosa, n.º 86

3460-330 Mouraz - Tondela

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!