28.5.21

Lasanha fingida de vegetais (ou a vida num prato)

Lasanha fingida de vegetais

Por onde começar? Talvez pelos meses que passaram e pelo muito que não foi escrito e mostrado por aqui. Não que a cozinha e a mesa tenham parado. Cozinhou-se e comeu-se muito, fotografou-se algumas vezes, desgostou-se quase nunca e fez-se as pazes possíveis com os dias mais difíceis. Depois chegou a Primavera e com ela apareceu a esperança. E as favas. E os outros vegetais.

Pudesse um prato oferecer a síntese perfeita para a nossa vida nos últimos meses e seria uma lasanha: repleta de camadas, cheia de ingredientes diferentes, morosa na confecção e capaz de nos queimar a língua à primeira garfada mais apressada. Se quiséssemos ser ainda mais rigorosos, a tal lasanha viria com aspas ou seria apelidada de fingida. É que nem tudo o que parece é e há sempre mais uma surpresa.

Lasanha fingida de vegetais


A receita é do genial Nigel Slater, do seu livro Greenfeast dedicado à Primavera e ao Verão. As (pequenas) adaptações são nossas e resultam dos vegetais e do queijo que havia, mantendo o espírito da receita original. A lista (longa) de ingredientes não deve assustar. É que tudo se faz com facilidade e saltando um ou outro passo o resultado continua certamente a valer a pena. 

Porque ainda se pode ligar o forno e uma receita com muitos passos (que exigem sobretudo gestos e técnicas simples) é uma forma de terapia, eis a receita para mentes a precisar de um escape e estômagos que requerem consolo. 


Lasanha fingida de vegetaisLasanha fingida de vegetais

Lasanha fingida de vegetais
Adaptado de uma receita de Nigel Slater, Greenfeast (Spring/Summer)

serve 6

1 cebola pequena
2 cravinhos
600 ml leite
1 folha louro
3 pés de salsa
2 alhos franceses médios
40 g manteiga
3 colheres (sopa) farinha de trigo
150 g favas descascadas
150 g acelgas
150 g couve lombarda (ou outra)
250 g cogumelos marron
8 colheres (sopa) azeite virgem extra
2 colheres (sopa) cebolinho picado
4 colheres (sopa) salsa picada
300 g requeijão, esmagado com um garfo
30 g parmesão ralado
3 colheres (sopa) pão ralado

Prepare um prato de forno (cerca de 23 cm de diâmetro).

Parta a cebola ao meio e crave um cravando em cada uma das partes. Aqueça o leite com a cebola, o louro e os pés de salsa. Desligue e reserve para infundir, sem deixar ferver. Pré-aqueça o forno a 200ºC.

Corte os alhos franceses em rodelas finas e coloque num tacho, com a manteiga. tape e deixe cozinhar em lume brando por 8-10 minutos. Junte a farinha e mexa por 2 minutos. Adicione o leite (sem os temperos) e  vá mexendo até engrossar ligeiramente.

Pique os pés das acelgas e reserve. Separe as folhas da couve e retire os centros mais rijos, se necessário. Escalde a couve e escorra em papel de cozinha. Repita o procedimento com as folhas de acelga. Finalmente, coza as favas por 5-6 minutos.

Numa frigideira, coloque 5 colheres de azeite e salteie os cogumelos fatiados (4 minutos). Junte ao molho branco, com o cebolinho, a salsa e as favas escorridas. Tempere com sal e pimenta preta muda na altura.

Unte o fundo do prato com um pouco de azeite. Disponha 2 ou 3 folhas de couve e acelgas, até cobrir o fundo. Verta 1/3 do molho e coloque mais folhas e uma parte do requeijão. Repita até terminar os ingredientes, finalizando com uma camada de folhas. Misture o parmesão, os talos de acelgas e o pão ralado e deite por cima, com o restante azeite. Leve ao forno por 25 minutos.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!